Entenda qual a diferença entre o chocolate puro, fracionado e gourmet

3 minutos para ler

Que chocolate é uma delícia, todo mundo já descobriu. Mas você sabia que existe o chocolate puro, o fracionado e o gourmet para diferentes aplicações na doceria?

Este texto vai explicar cada tipo, apontar seus usos e mostrar como não errar na hora de usar cada produto, para não complicar suas receitas. Se você quer acertar o tipo de chocolate, continue lendo, aprenda mais e coloque em prática, agora mesmo!

Saiba a diferença entre os tipos de chocolate

Profissionais de docerias precisam saber exatamente quais tipos de chocolate existem e quais suas aplicações e melhores usos. Veja quais são eles.

Chocolate gourmet

É chamado de chocolate verdadeiro, uma vez que em sua composição vai apenas manteiga de cacau como gordura na mistura. É mais saboroso, tem textura que derrete na boca e qualidade superior.

Por ter composição diferenciada, é preciso fazer sua temperagem (choque térmico) antes de modelá-lo. Só assim ele terá o formato e o brilho adequados para os seus doces.

Chocolate puro

Aqui, temos um chocolate com até 25% de manteiga de cacau e CBE, um tipo de gordura, que, no processo final, resultam em um chocolate inferior ao gourmet. Ainda assim, tem muito boa qualidade e textura macia.

Essa composição mista também traz a necessidade de temperá-lo para trabalhar com ele e obter os resultados que deseja em seus doces.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Chocolate fracionado

Trata-se de um item com composição menor de chocolate e maior presença de gordura hidrogenada. Na verdade, ele é chamado de cobertura de chocolate por causa desse percentual menor. É mais barato, tem menor qualidade em relação ao sabor e não precisa de temperagem.

Veja onde usar os tipos de chocolates

Não pense que os diferentes itens na composição dos chocolates os tornam desprezíveis na culinária. Cada um tem sua importância, aplicação ideal e pode salvar uma decoração, por exemplo. Veja em que usar os tipos de chocolates:

  • gourmet: essa delícia em forma de chocolate vai possibilitar fazer tudo. Mas, como ele precisa de temperagem e tem percentual de gordura menor em sua composição, é mais indicado para recheios e massas. Vale fazer bombons, ovos de Páscoa, barrinhas e tudo o mais que a criatividade mandar;
  • puro: por ter mais gordura em sua composição, o puro é ideal para decoração, banhos de chocolate e bombons, pois tem sabor delicioso e tem consistência mais segura para a confecção desses itens, garantida pela gordura em sua fórmula;
  • fracionado: por ter mais gordura em sua composição e dispensar o processo de temperagem, tem secagem rápida e é muito indicado para coberturas e decoração que vai ficar exposta ao tempo, sem derreter.

Entenda que todos são importantes

Como vimos, o chocolate puro ou o gourmet são os mais badalados na hora de se obter doces saborosos e que derretem na boca. Mas um chocolate fracionado tem o seu valor na hora em que é preciso fazer uma cobertura que ficará exposta por muito tempo ou outro doce do tipo. Você vai precisar de um item que não derreta e vai encontrar isso no chocolate fracionado.

Assim, nada de preconceito na hora de usar todas as possibilidades. Foco no processo de temperagem e na doceria perfeita que a sua cozinha pode ter usando o chocolate puro e os demais.

Agora que você já sabe tudo sobre chocolates, que tal assinar na nossa newsletter e ficar por dentro desse e de outros assuntos?

Você também pode gostar

Deixe um comentário