Embalagem de papel ou isopor: qual é a melhor opção para o delivery de alimentos?

3 minutos para ler

A embalagem para delivery de alimentos é fundamental por questões higiênicas, termogênicas e até para trabalhar o marketing do estabelecimento.

Mas, ainda assim, muitos negócios ficam em dúvida entre a embalagem de papel e isopor.
Isso porque cada uma delas conta com seus pontos positivos. Isto é, uma é mais benéfica para o meio ambiente, outra pode ser mais prática e econômica. De todo modo, saiba desde já que não existe uma resposta fixa para isso. Afinal, a escolha deve considerar o seu produto e o público-alvo.

Percebeu como existem muitos detalhes a considerar antes de decidir entre embalagem de papel e isopor? Então, continue a leitura e fique por dentro!

Quais são as características da embalagem de papel?

A embalagem de papel é muito mais comum no delivery de alimentos, e isso não é à toa, já que ela oferece muitas vantagens. Por exemplo:

  • maior resistência;
  • aparência mais sofisticada;
  • permite impressão em alta resolução;
  • é resistente ao micro-ondas;
  • é atóxica até em temperaturas altas;
  • permite fechamentos sem vazamentos;
  • é ideal para congelamentos e freezer;
  • etc.

Assim, essa embalagem costuma ser adotada em restaurantes e lanchonetes de diferentes segmentos e nichos. É o caso de espaços veganos, hamburguerias, pizzarias, asiáticos, food trucks, empreendimentos artesanais e muitos outros.

Tenha em mente que o conforto oferecido pela embalagem de papel eleva a experiência do consumidor para além do produto em si. Ainda, a sofisticação envolvida no design influencia o cliente a registrar a embalagem e compartilhar nas redes sociais. Consequentemente, é possível atrair mais consumidores.

Outro ponto positivo da embalagem de papel envolve a facilidade de estoque, já que esse material pode ser armazenado e empilhado em espaços menores. Então, essa escolha tende a ser especialmente benéfica para empreendimentos menores.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Quais são as características da embalagem de isopor?

O isopor é outro tipo de embalagem muito popular entre as redes de alimentos, principalmente quando se fala em marmita e lanchonetes.

O que algumas pessoas não sabem é que esse material também corresponde a um tipo de plástico, também derivado do petróleo. Assim, a principal diferença e vantagem dele é o custo, que costuma ser de 3 a 4 vezes menor.

Entretanto, o meio ambiente não se beneficia com isso, já que não se trata de um material reciclável. Além disso, saiba que o isopor pode liberar micropartículas que contaminam os alimentos, além de não ser o mais indicado para a conservação desses itens. Por isso, o isopor não é recomendado pela Anvisa.

Conseguiu tirar suas principais dúvidas sobre a embalagem de papel e isopor? A segunda opção costuma ser mais econômica, mas o barato pode sair mais caro. Afinal, esse material não é o mais adequado para a conservação e a proteção dos alimentos, diferentemente do papel. Em todo caso, tome a decisão com base no seu público-alvo e na imagem que almeja passar para a clientela.

Gostou do texto e quer continuar se atualizando? Então, aproveite a visita ao blog para conferir nosso post que explica como melhorar a descrição do prato no delivery!

Você também pode gostar

Deixe um comentário