Saiba aqui 8 dicas de como ser um bom garçom

6 minutos para ler

Ser proativo, cortês e saber se portar em frente aos clientes são habilidades fundamentais de um bom garçom. Se você administra um time de profissionais ou já atua nesse ramo, já deve ter se questionado sobre o que precisa fazer para ser ainda melhor nessa função tão importante.

Além de servir a comida, o garçom é um verdadeiro vendedor, convencendo a clientela a experimentar os pratos. Por lidar diariamente com diferentes tipos de consumidores, é necessário ter um grande preparo para servir corretamente as preparações, conhecer o local em que trabalha e saber responder às dúvidas das pessoas.

Neste post, listamos 8 dicas fundamentais de como se comportar para oferecer a melhor experiência possível ao cliente. Confira!

1. Preze pela boa comunicação

As conversas no ambiente ou o som alto podem atrapalhar o garçom na hora de conversar com o consumidor. É essencial manter um tom claro e firme para que todos consigam ouvir bem, evitando qualquer desentendimento — principalmente ao anotar os pedidos.

Não importa quantas vezes seja necessário repetir uma informação: lembre-se de sempre prezar pela cortesia e simpatia.

Vários restaurantes e bares atendem clientes estrangeiros. Nesse momento, falar um segundo idioma pode ser um grande diferencial. Converse com calma e claramente, para garantir que as pessoas vão entender o que está sendo dito.

2. Conheça todos os itens do cardápio

Sabe quando algum cliente está tentando escolher algo do cardápio, mas não conhece o prato? É ao garçom que ele vai recorrer. É interessante, portanto, estudar e entender todos os itens que fazem parte do menu do restaurante.

Além disso, ter esse conhecimento possibilita que você faça recomendações com propriedade, sendo um diferencial para a clientela nova, que não sabe quais as promoções do dia, por exemplo. Quando o garçom não entende o que está sendo vendido e precisa perguntar a outros funcionários, ele perde credibilidade e tempo.

Saber mais sobre os pratos presentes no cardápio é um fator essencial no momento de impressionar o consumidor. Use isso a seu favor!

3. Atenda com simpatia

Saber se expressar bem, ter carisma e prestar atenção no que os clientes estão dizendo são fatores muito importantes para ser um bom garçom. Quando participar de reuniões e treinamentos, não se esqueça desses passos. Os clientes se sentirão mais à vontade em um estabelecimento onde o profissional se comporta de modo receptivo e simpático.

Além disso, saber transmitir as informações adequadamente para a equipe da cozinha também é algo que deve ser levado em conta. Deixar de passar solicitações especiais, esquecer um prato e trocar os pedidos são atitudes que precisam ser evitadas no ambiente de trabalho.

4. Tenha uma postura de vendedor

A variedade das opções servidas no restaurante e a qualidade dos pratos são fatores que atraem muitos clientes, mas eles consomem mais do que isso — um momento de confraternização, romântico, agradável ou até mesmo de prazer. Logo, é essencial que o garçom venda e entregue esse conjunto de valores que proporcionam uma boa experiência aos consumidores.

Para isso, é importante entregar o pedido do jeito que a pessoa solicitou e ter uma personalidade agradável. Além disso, é necessário observar o cliente para identificar o perfil dessa pessoa — atender um casal exige uma postura diferente daquela adotada ao abordar um grupo de amigos, por exemplo.

5. Esteja atento

Nada melhor do que ser atendido prontamente, não é mesmo? É frustrante chamar um garçom que, em muitas situações, está distraído ou acaba esquecendo do seu pedido. A atenção é uma das grandes características desse profissional.

Cuidado: estar sempre atento não quer dizer que você deva dar opiniões ou ser intrusivo. Demonstre que está sempre disponível, mas também dê espaço aos clientes para decidirem sem interferências, caso seja a vontade deles.

É claro que, em muitos casos, você pode estar sobrecarregado, afinal, os garçons são responsáveis pela organização, pela limpeza, pelo atendimento e pela recepção das mesas, mas priorize os consumidores. A agilidade no atendimento é fundamental para uma boa avaliação das pessoas.

6. Tenha cuidado com a sua imagem

Manter uma boa imagem é fundamental para o garçom. Aqui, o que importa não é a aparência, mas a higiene e a compostura, levando em conta as boas práticas em restaurantes e bares.

Apesar do vestuário tradicional de calça preta e blusa branca com gravata borboleta já não ser mais um requisito, manter um uniforme pode ser positivo para o estabelecimento.

7. Fidelize o cliente

Fidelizar o consumidor parece algo complexo e difícil, mas, felizmente, é possível. Fazer com que o cliente retorne sempre ao estabelecimento pode ser a consequência de um atendimento de excelência da sua parte.

Alguns consumidores gostam tanto do atendimento que voltam aos restaurantes onde o garçom já conhece seus pratos favoritos, por exemplo. São detalhes que fazem toda a diferença no momento de conquistar e fidelizar os clientes.

8. Demonstre boa vontade

É muito desconfortável ser atendido com má vontade, ainda mais em um estabelecimento em que as pessoas se reúnem para se divertir. Em muitos casos, o garçom costuma estar atarefado e com demandas pendentes, mas nada disso deve transparecer para a clientela.

Mais do que ter boa vontade, o profissional deve demonstrar disposição quando o consumidor necessita — para organizar o serviço, refazer pedidos ou tirar dúvidas. Além disso, caso trabalhe em um local mais descontraído, cumprimente as pessoas, converse e até conte histórias. O importante é demonstrar entusiasmo e simpatia para resolver qualquer problema.

Agora que você já conhece algumas dicas práticas de como ser um bom garçom, lembre-se que, para ter sucesso no trabalho, é importante ter simpatia, boa comunicação e atenção. Com isso, você conseguirá cativar os clientes, fazendo com que eles retornem mais vezes ao estabelecimento!

Gostou do post e quer ficar por dentro das nossas publicações? Siga-nos nas redes sociais! Estamos no YouTube, no Instagram e no Facebook!

Você também pode gostar

Deixe um comentário