O que é marketing sensorial e quais os benefícios para o seu negócio?

6 minutos para ler

Que tal usar os sentidos do seu público para instigá-lo a fazer uma possível compra e ter acesso ao seu produto? Saiba que isso é possível por meio do marketing sensorial, uma estratégia que provoca a visão, o olfato, o paladar, a audição e o tato.

Neste texto, vamos explicar mais sobre essa prática, os benefícios de adotar essa estratégia no seu negócio e como ela pode ser usada. Se você tem interesse em aplicar o marketing sensorial e conseguir mais vendas, continue lendo e aprenda mais sobre o assunto! 

O que é marketing sensorial?

Marketing sensorial, também chamado de marketing de experiência, é quando você provoca os sentidos do seu público consumidor (visão, olfato, audição, paladar e tato) para cativá-lo e fazer a sua venda.

Esse tipo de estratégia desperta o desejo por meio de um cheiro, um sabor ou um som, que remete a algo familiar para a pessoa. Isso sensibiliza o comprador em potencial, que pode adquirir o seu produto para ter acesso ou repetir essa sensação de bem-estar. 

Como colocar o marketing sensorial em prática?

Pensar na função dos sentidos humanos e associá-los a certos produtos e negócios pode ser uma tarefa interessante. Para alguns, ela soa fácil: associar um sabor ou um cheiro para quem trabalha com comida é simples, mas como usar o marketing de experiência para vender papel, por exemplo? Ou embalagens?

Vejamos agora como os cinco sentidos atuam e de que modo podem conquistar o cliente, independentemente do seu produto. 

Olfato

O cliente é afetado pelo cheiro dos produtos. Se você trabalha com perfumes, deve levar o seu público a sentir as fragrâncias. Se vende pipoca, vale a pena prepará-la na hora de mais movimentação perto do seu negócio, para que o cheirinho do produto faça o público ter vontade de comprá-lo.

Visão

O comprador é estimulado pelo olhar, quando ele vê uma imagem ou algo que chama sua atenção, e isso despertar o desejo de compra. Pode funcionar com coisas simples, como uma foto de comida que pareça saborosa, ou mesmo na montagem de uma vitrine com peças e decoração instigantes, que faça o comprador parar, olhar, ser tocado pelo que vê, e comprar.

Audição

É como a música e o som podem ajudar a tornar o ambiente de vendas mais aconchegante ou despertar uma memória no cliente. A audição pode ajudar a criar um clima romântico, de alegria ou de nostalgia no seu ponto de venda — basta saber que sensação você quer criar no seu comprador.

Paladar

É estimulado quando a pessoa percebe um gosto específico do produto, por isso, são tão comuns as degustações em pontos de venda. Elas querem fazer com que o cliente experimente o produto, conheça e queira levar aquele sabor para casa. Mesmo que o sabor já seja conhecido, o paladar é responsável por relembrar a pessoa o quanto é boa a sensação de comer ou beber aquilo.

Tato

Estimula a sensação de toque com o produto, sua textura e o conforto que ele pode proporcionar, por isso, clientes são estimulados a experimentar roupas e sapatos. Colocar o item no corpo, ver que ele é confortável e fica bem em você pode ser o passo inicial da venda.

Quais são os benefícios do marketing sensorial?

Agora que você já entendeu o que é marketing sensorial, vamos mostrar algumas vantagens que ele pode ter junto ao seu produto no mercado. Confira! 

Cria vínculos com o cliente

Além de trazer o cliente para conhecer e adquirir o seu produto, o marketing sensorial pode criar outros vínculos da sua empresa com esse comprador. O cheiro da comida favorita dele, por exemplo, pode ser associado a alguma coisa que ele comeu no seu estabelecimento, e toda vez que essa pessoa sentir esse aroma específico, vai lembrar da experiência vivida na sua empresa. Vínculos são importantes porque sempre levam a novas compras. 

Possibilita explorar os produtos

Quantas vezes você já quis explorar melhor um produto antes de comprá-lo? O marketing sensorial permite exatamente isso. Ele estimula que o cliente sinta, veja e experimente o produto para saber que benefícios reais ele oferece.

Isso vale para um sapato, um colchão ou uma TV que você esteja querendo vender. É importante que o cliente analise se aquele produto realmente atende às suas necessidades.

Fideliza o consumidor

Quando você apresenta o seu produto da melhor forma, com possibilidades de experimentação (sabor, toque, cheiro), ou agrega benefícios a ele (tomar um café ou experimentar uma roupa ouvindo uma playlist preparada especialmente para aquele espaço), você está criando possibilidades de fidelização do cliente por meio do marketing sensorial.

Ao ser bem tratado e cortejado no seu estabelecimento, o cliente vai lembrar da sua marca quando precisar fazer nova compra ou quiser sentir aquela sensação novamente — como no caso da alimentação. Consumidor que confia em uma empresa não dá preferência a outra. 

Influencia na decisão de compra

Pressionar o cliente a comprar um produto costuma ser pouco eficaz como estratégia. Ao obrigá-lo a tomar uma decisão rápida, o comprador em potencial pode se sentir pressionado e sair do seu estabelecimento, até com um sentimento negativo.

Ao usar o marketing sensorial, a decisão é influenciada de forma sutil, explorando um dos cinco sentidos e tentando provocar boas sensações. O cliente passa a decidir a partir de um ponto de confiança e bem-estar, e esses sentimentos positivos tendem a levá-lo à compra.

Como vimos, o marketing sensorial pode ser um aliado importante na hora de vender o seu produto, qualquer que seja ele. Ao explorar os sentidos do seu cliente em potencial, essa estratégia permite que seu público-alvo conheça o produto de perto, possa tocá-lo, cheirá-lo e até degustá-lo, criando vínculos e lembranças positivas com o item.

Use ações criativas que permitam que seu cliente conheça o seu produto além do óbvio. Ofereça uma prova, crie uma memória com sons, músicas ou cheiro e estimule o desejo de comprar sem a dinâmica de “empurrar” produtos. Você vai ver como suas vendas vão mudar depois do marketing sensorial. 

Agora que você já conhece tudo sobre esse tema, que tal nos seguir no Facebook, no Instagram e no YouTube para ficar por dentro dessas e de outras discussões?

Você também pode gostar

Deixe um comentário