Alimentação fora do lar: saiba como aproveitar essa tendência!

4 minutos para ler

Foi-se o tempo em que a alimentação dos brasileiros era, praticamente, composta pelo arroz, feijão e seus acompanhamentos. Hoje, cada vez mais, as pessoas se preocupam com suas necessidades particulares e, por isso, muitas vezes, seguem dietas muito específicas, como a vegetariana, vegana, low carb, sem glúten, entre outras. Nesse sentido, a alimentação fora do lar, como nos restaurantes, também deve seguir essa tendência.

Ou seja, restaurantes, lanchonetes e padarias, por exemplo, precisam estar por dentro dessas novas demandas dos consumidores. Os cardápios devem contar com opções tradicionais, mas cada vez mais é preciso investir nas novidades que também vão agradar a esse público diferenciado.

E para você que está em busca de dicas para adaptar o negócio a essa nova realidade, abaixo listamos algumas recomendações que podem ser seguidas desde já. Confira!

Faça pesquisas para entender o seu público

Assim como em qualquer outro tipo de negócio, uma empresa na área da alimentação deve tomar suas decisões mais importantes se baseando em dados reais. Então, antes de investir em qualquer tendência de novos negócios, procure entender quais são as demandas dos seus clientes. Para isso, nada melhor do que fazer pesquisas.

Identifique a faixa etária do seu público, quais são os seus hábitos e preferências de consumo, quais são os seus interesses e mesmo quais as suas redes sociais preferidas. Assim, será possível definir com mais clareza o perfil do seu consumidor, criar estratégias assertivas e se comunicar mais facilmente usando os meios de comunicação que ele prefere.

Ofereça opções práticas e saudáveis

O dia a dia das pessoas está cada vez mais corrido, com inúmeras tarefas para serem cumpridas em casa, na rua e no trabalho. Por isso, tente também criar opções práticas que atendam a esse público que dispõe de pouco tempo para realizar uma refeição no restaurante ou padaria, por exemplo.

Mas não se esqueça de sempre focar na qualidade dos ingredientes e nos valores nutricionais das refeições oferecidas. Afinal de contas, não faltam snacks no mercado que são práticos, mas pobres em valores nutricionais. Algumas boas dicas são vender saladas prontas, sanduíches ou outras receitas funcionais e smoothies, por exemplo.

Aceite diferentes formas de pagamento

Inclua nas suas pesquisas de mercado quais são os métodos de pagamento preferidos dos seus clientes. Certamente, boa parte deles vai preferir opções modernas, como cartões de crédito e débito, além de aplicativos. Por inúmeras razões, desde a segurança até o quesito praticidade, é muito mais fácil pagar as compras usando apenas um cartão. Então, não se esqueça de oferecer possibilidades nesse sentido para o seu cliente.

Promova a fidelização dos clientes

Por último, para deixar o seu cliente ainda mais satisfeito, que tal apostar também na criação de um programa de fidelidade? Essa é uma ideia bem simples, mas que ajudará a trazer bons resultados. Crie um cartão em que a cada 10 refeições em um mês o cliente ganhará outra. Ou trabalhe com um sistema de pontos em que a cada compra ele acumula bônus que poderão ser usados como dinheiro.

Enfim, podem ser usadas várias ideias para promover a fidelização. Por último, não se esqueça também de que muitas pessoas preferem comer em casa ou no escritório, mas muitas vezes não têm tempo de ir ao seu estabelecimento. Para esses casos, a dica é sempre oferecer a prática opção do delivery.

Comer fora de casa é uma tendência entre os brasileiros e os empresários do ramo da alimentação precisam estar atentos a isso.

E se você gostou deste conteúdo sobre alimentação fora do lar, aproveite para compartilhar as dicas nas suas redes sociais!

Você também pode gostar

Deixe um comentário