Gestão de pequenos negócios: 8 dicas que você precisa conhecer

6 minutos para ler

Administrar uma empresa no Brasil nunca foi fácil. A complexidade da tributação, a dificuldade de abertura e a alta carga de impostos sempre foram obstáculos para os novos empresários.

Neste momento em que ainda estamos em busca de recuperação para as crises financeiras oriundas da pandemia do novo Coronavírus, é preciso ter atenção especial em relação à gestão de pequenos negócios. Uma única decisão errada pode colocar em risco um negócio que tinha tudo para florescer.

As 8 dicas que trouxemos neste post são essenciais para que você possa melhorar a gestão da sua empresa e, consequentemente, os seus resultados. Ficou interessado no assunto? Então confira agora mesmo!

1. Tenha uma boa equipe de colaboradores

Construir uma boa equipe é um lembrete importante da boa gestão empresarial. Dependendo do tamanho da sua empresa, membros da família até podem ser contratados, mas eles devem entender que as relações não devem e não podem interferir no ambiente de trabalho. O que deve ser priorizado são as qualificações da pessoa e como ela desempenha as funções.

Sempre mantenha uma posição de liderança e aja de forma decisiva e imparcial. Não aceite comportamento impróprio e sempre dê exemplos motivadores e esclarecedores. Mesmo que você encontre algumas dificuldades, tente manter um bom clima organizacional.

2. Use e abuse das habilidades de um bom gestor

Independentemente do porte da empresa, ela precisa ser devidamente administrada para manter todas as suas obrigações em dia. Conecte-se com seus colaboradores da melhor maneira possível. Dê autonomia, mas monitore de perto as atividades de cada membro da equipe.

Elogie as pessoas por seu bom desempenho em público. Se houver necessidade de críticas ou advertências, faça-as em particular. Comunique segurança e autoridade a todos sem quaisquer ameaças. O relacionamento liderado pelo líder deve ser o mais suave e transparente possível.

3. Tenha controle completo das finanças

Controle estritamente sua vida financeira. Não confunda vida financeira pessoal com vida financeira corporativa. Separe-as de modo que elas fiquem independentes.

Siga sempre as orientações do seu consultor financeiro e evite entrar no cheque especial e ultrapassar o valor do seu cartão de crédito. Isso é muito importante para sua empresa e para você, pessoalmente. Controle os custos e invista apenas dentro de sua capacidade de pagamento. Evite juros bancários e instituições financeiras.

4. Fique de olho no seu fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma ferramenta que mostra em detalhes o valor de entrada e saída da empresa, sendo calculado com base no saldo em conta e nos recursos disponíveis.

A falha em prever o período de receitas e despesas gera falta de dinheiro para pagar as contas principais da empresa, como salários e aluguel. Ignorar o fluxo de caixa da empresa pode levar à falta de controle financeiro, e perder o controle não é bom em nenhuma área, especialmente no setor financeiro.

5. Estabeleça sempre uma boa comunicação

Internamente, realize reuniões de avaliação e definição de metas. Estabeleça ações e procedimentos prioritários. Divulgue com eficácia e acompanhe o desempenho dos funcionários tanto quanto possível.

Externamente, faça o seu melhor para o mercado. Geralmente, as pessoas pensam no marketing como uma atividade de grandes empresas. Na verdade, qualquer divulgação é um ato de marketing que ajuda a divulgar sua empresa e seus produtos e serviços.

6. Use a tecnologia em seu favor

Use a tecnologia da informação como aliada em suas atividades. Hoje, as pessoas tendem a não usar dinheiro. Instale máquinas para pagamento com cartões de crédito e débito na sua empresa. Facilite o pagamento de seus clientes.

Promova o seu negócio nas redes sociais e lembre-se de manter as suas informações atualizadas. Cadastre o e-mail do cliente, seu número de celular, envie promoções e informações via SMS e WhatsApp, caso ele permita. Sempre seja cauteloso e não se intrometa. Os smartphones estão nas mãos da maioria das pessoas o tempo inteiro, saiba aproveitar essa oportunidade!

Cadastre seus principais clientes. Tente obter datas importantes, como nascimento e casamento, e envie mensagens específicas. Mantenha um relacionamento íntimo com o cliente, pois isso melhora o seu relacionamento com eles.

7. Faça uso de softwares de gestão

Usando a análise, verificação de dados e orientação fornecida pelo software de gerenciamento, as pequenas empresas podem ter uma compreensão mais clara da direção futura do desenvolvimento.

O interessante é que, graças a essa ferramenta, uma gestão estruturada e bem definida permite que a empresa se posicione de maneira muito mais estável no mercado, procurando obter mais lucros, oportunidades e soluções, mantendo certa vantagem competitiva.

Se todos os processos podem ser acompanhados e tudo está em ordem, fica muito mais fácil redefinir papéis, avaliar as atividades de desenvolvimento, traçar metas e buscar diferenças relacionadas ao desempenho de mercado.

O software de gerenciamento elimina o incômodo de proprietários de pequenas empresas e seus funcionários gastarem tempo atualizando planilhas ou controlando manualmente o estoque, vendas, produção ou outras áreas da empresa.

8. Avalie seus produtos com frequência

Seus produtos e serviços precisam ser avaliados continuamente. Seus clientes continuam comprando regularmente? Têm dúvidas sobre a qualidade ou modernidade de seus produtos? Pesquise.

Tenha conversas informais com os clientes para medir sua satisfação. Use a mídia social para construir relacionamentos mais informais e contínuos. Compare seus projetos de marketing com os de seus concorrentes. Pesquise na área que você criou. Construir a fidelidade do cliente é um passo extremamente importante para o crescimento da empresa.

Com as dicas que trouxemos neste post, realizar a gestão de pequenos negócios não será mais um bicho de sete cabeças. Siga com cuidado todas as nossas instruções para ter ótimos resultados em seu negócio.

Resumindo, tenha uma boa equipe de colaboradores, use e abuse das habilidades de um bom gestor, tenha controle das suas finanças, fique de olho no fluxo de caixa, estabeleça uma boa comunicação, use a tecnologia em seu favor, faça uso de softwares de gestão e avalie os seus produtos com frequência.

Gostou do nosso conteúdo sobre gerenciamento de pequenas empresas? Quer saber como nós podemos ajudar você com o seu negócio? Entre em contato conosco agora mesmo!

Você também pode gostar

Deixe um comentário