Comida vegetariana: como aproveitar essa tendência para atingir novos públicos

6 minutos para ler

A comida vegetariana já toma conta do prato de cerca de 29 milhões de brasileiros, segundo um estudo do Ibope, enquanto o mercado de produtos veganos vem crescendo cerca de 40% ao ano. A opção de retirar carnes e produtos de origem animal do prato se dá por dois principais motivos: não contribuir com o sofrimento e morte de animais e melhorar a saúde. 

Com o aumento no número de adeptos à dieta vegetariana, é necessário que bares e restaurantes se adaptem a essa nova realidade para não perder as vendas. Além disso, esse é um público bastante fiel, já que ele tem dificuldades em encontrar alimentação fora do lar nesse segmento. Diante disso, essa é uma oportunidade de trabalhar na fidelização desses consumidores e aumentar a lucratividade

Para ajudar você nessa, separamos algumas dicas para adequar o seu cardápio. Veja só!

Ofereça opções com carne de soja

A Proteína Texturizada de Soja (PTS), mais conhecida como carne de soja, é uma grande e versátil amiga dos vegetarianos, principalmente daqueles que estão em fase de transição. Afinal, ela tem textura e aparência muito semelhantes à carne. A carne de soja pode ser encontrada em diferentes versões, como a moída e em torrões, que fica igual à carne de panela. Além disso, ela é encontrada na versão clara (semelhante ao frango) e na escura. 

O segredo desse produto é a preparação. A comida vegetariana tem a errada fama de ser sem graça e de que os vegetarianos só comem alface. Algumas pessoas alegam que a PTS tem um gosto de ração. Porém, isso acontece quando o preparo é errado. A dica é colocá-la de molho em água quente com uma colher de suco de limão ou de vinagre ao menos 20 minutos antes do uso. Com isso, esse gosto que incomoda algumas pessoas desaparece totalmente. 

A carne de soja é bastante versátil e pode substituir a carne animal em todas as receitas. Por meio dela, você pode incluir no cardápio opções como:

  • macarrão com molho à bolonhesa de soja;
  • escondidinho com carne de soja;
  • hambúrguer de soja;
  • carne de soja cozida (torrões);
  • sopas de legumes com PTS;
  • salgados;
  • panqueca recheada com PTS. 

Aposte em hambúrgueres de leguminosas

Os hambúrgueres de leguminosas vêm ganhando o paladar de até quem não é vegetariano. Essa é uma opção saudável e sem carne para não deixar de comer aquele sanduíche no final de semana. Atualmente, diversas hamburguerias estão adequando o seu cardápio a esse tipo de produto. Os mais comuns são os hambúrgueres de soja, feijão, lentilha, ervilha e grão-de-bico. 

Já existem empresas que produzem “carnes” de hambúrguer industrializadas. Graças à tecnologia, esses produtos têm o mesmo aroma e textura da carne e podem até “sangrar” quando levam beterraba na receita. No entanto, por serem industrializados, eles podem fazer tão mal quanto os tradicionais de carne, pois são produzidos com grandes quantidades de sódio e de conservantes. 

Portanto, o ideal é que você prepare os hambúrgueres da maneira mais artesanal possível e com as próprias leguminosas. Para conquistar esse público, a dica é caprichar nos temperos naturais e nos acompanhamentos. Eles são bem simples de ser preparados, pois somente é preciso cozinhar muito bem as leguminosas até que fiquem bem macias. Junte os temperos e modele. Dependendo da leguminosa que utilizar, pode ser necessário usar algum produto que dê liga para eles não desmontarem, normalmente é utilizada a farinha de trigo. 

Disponibilize queijos vegetais

O leite é um produto de origem animal totalmente extinto das comidas vegetarianas. Afinal, os movimentos vegetariano e vegano defendem que o leite das vacas deve ser utilizado somente pelos filhotes (e não por nós) e que esse é um processo que causa grande sofrimento a elas.

Para não deixar de consumir queijos e utilizá-los em suas receitas, não é necessário usar o leite de vaca. Já é possível encontrar no mercado ou até mesmo fabricar os queijos veganos ou vegetais. Eles são tão saborosos quanto os originais e podem até mesmo derreter quando aquecidos. 

Você pode utilizá-los para adequar receitas de pizza, sanduíches, lanches, fondue, pães de queijo e até mesmo em massas. Afinal, do que eles são feitos? Além do já conhecido tofu (queijo de soja), os queijos vegetais podem ser produzidos a partir de amêndoas, grão-de-bico, castanhas, mandioca, gergelim e quinoa. 

Fuja do simples

Faltam opções de comidas vegetarianas no mercado, e isso é um fato. Por mais que esse segmento esteja em expansão, o Brasil ainda tem muito o que se adaptar a esse novo estilo de vida de boa parte da população. Como dissemos, esse público se torna bastante fiel aos restaurantes que conseguem oferecer opções variadas e de qualidade. E não vale ter no cardápio somente saladas e batata frita. 

Nos dias de hoje, já existe uma infinidade de pratos que levam carne e que podem ser adequados ao universo vegetariano e vegano. Essa é uma excelente maneira de você agradar o seu público e de se destacar da concorrência. Receitas tradicionais já são adaptadas a esse universo. Alguns exemplos são:

  • feijoadas;
  • pizzas
  • pratos assados;
  • molhos;
  • strogonoff de shimeji;
  • massas;
  • macarons veganos;
  • vitaminas sem leite e preparadas na hora;
  • sanduíches naturais;
  • yakisoba;
  • guacamole;
  • risoto de legumes;
  • torta de vegetais;
  • empada de legumes. 

As alternativas são diversas, basta olhar para fora e tentar se desprender da ideia de que todos os pratos do seu menu precisam de carne ou de produtos de origem animal. Além disso, é fundamental que você não frite, cozinhe ou asse as comidas vegetarianas e veganas no mesmo óleo, recipientes ou chapas que utiliza em produtos de origem animal. 

A comida vegetariana é mais que uma tendência. Esse é um estilo de vida que pode ser mais saudável, por diminui o consumo de gorduras animais, as chances de desenvolver problemas cardíacos e inflamações no corpo. Então, comece a incluir esse tipo de alimentação no seu cardápio, pois as expectativas são de crescimento de 9,6% desse mercado entre os anos de 2019 e 2025. 

O que acha de aprender a fazer alguns hambúrgueres veganos? Confira o nosso post com três diferentes receitas para colocar no seu cardápio

Você também pode gostar

Deixe um comentário