Aprenda como calcular o custo do bolo no pote

3 minutos para ler

Já pensou em ganhar dinheiro com seus bolos de pote? Muitas cozinheiras de “mão cheia” já escutaram essa pergunta várias vezes quando alguém elogia seus quitutes. Apesar de parecer ser fácil, fazer bolos e vender precisa de muito planejamento.

O primeiro passo é calcular os gastos na fabricação dos produtos, contando com a compra de insumos, gastos com gás e energia elétrica, produção de embalagens, divulgação e entregas. Com a precificação correta de seus bolos de pote, é possível evitar prejuízos e garantir um lucro satisfatório.

Veja, neste artigo, como fazer o custo do bolo de pote antes de começar a produzi-lo.

Analise o custo do bolo de pote

Primeiro, você precisa listar todos os gastos envolvidos: os ingredientes utilizados, gás e eletricidade, embalagens, divulgação e formas de entrega. Sobre esse valor encontrado, recomenda-se colocar uma margem de 10% a 30% do valor dos ingredientes, por conta de variações de preços e sua margem de lucro.

Experimente montar uma tabela com os ingredientes comprados, o preço que pagou, a quantidade utilizada e o valor do que foi utilizado. Assim, você consegue precificar corretamente o valor de cada bolinho produzido.

Calcule o custo da mão de obra

Além de calcular o valor gasto para comprar insumos e outros custos da produção do bolo de pote, você precisa calcular quanto vale o tempo que você leva fazendo seu bolo. Defina um valor que você gostaria de ganhar por mês produzindo doces e divida pelo tempo que você gasta ao produzi-los.

Some todos os valores encontrados e divida pela quantidade de doces que pode ser produzida com essa receita. Dessa forma, você chega ao valor unitário de seu bolo de pote.

Pesquise a concorrência

Agora que você sabe quanto custa para produzir um bolo de pote, pesquise também os valores praticados pela concorrência, seja em pequenas lojas do bairro ou em vendedores independentes que produzem em casa e vendem sob demanda.

Para manter sua competitividade no mercado, coloque seu preço na média de sua região, evitando ficar com o estoque encalhado por estar muito acima dos valores praticados ou não despertar interesse por ser barato demais e ter sua qualidade questionada.

Veja um exemplo de como calcular o preço de bolo no pote

Imagine que você gastou R$ 50 (cinquenta reais) para produzir 10 unidades de seu bolo de pote, já somando os extras listados acima. Assim, cada um dos seus bolos vai custar cinco reais. Sobre esse valor, aplique os 30 % de lucro que você deseja ganhar. Assim, o preço final de seu bolo de pote ficará R$ 6,50 (seis reais e cinquenta centavos).

Como você pode ver, é possível ter uma boa renda com a venda de sua produção de bolo de pote, desde que consiga calcular corretamente o custo dele. Fazendo a precificação correta, você consegue uma remuneração equivalente ao seu esforço.

Conheça, em nosso blog, outras dicas para ganhar dinheiro com a venda de seus bolos de pote! Não perca tempo!

Você também pode gostar

Deixe um comentário