Saiba o que é confeitaria funcional e por que investir nisso

4 minutos para ler

Teorias foram feitas para perdurarem o tempo que se sustentam. Nesse meio-tempo, podem ser atualizadas ou mesmo refutadas. Na gastronomia, isso não é diferente. Séculos a fio aprimorando uma de nossas necessidades mais básicas acabam por desenvolver novos potenciais.

A confeitaria funcional — uma subdivisão da gastronomia funcional — nada mais é do que aproveitar ao máximo os nutrientes de uma incontável variedade de alimentos, propiciando uma dieta balanceada.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue conosco.

Gastronomia funcional

A lógica é simples e a lei máxima a ser seguida aqui é a de priorizar, proteger as propriedades dos alimentos. Sendo assim, desde a produção, é imprescindível garantir que o processo seja completamente orgânico. Sem qualquer uso de agrotóxico, aditivo ou alteração durante o seu desenvolvimento.

Além do uso de ingredientes orgânicos, é preciso identificar aqueles cuja absorção dos nutrientes seja plena e que, além disso, produzam efeitos fisiológicos e no metabolismo. Alguns exemplos são:

  • probióticos: derivados de leites, como o iogurte;
  • prebióticos: alho, banana verde, aveia etc.;
  • alimentos com ômega 3 (presentes em várias espécies de peixes), além de antioxidantes (geralmente encontrados em ervas in natura e frutas roxas).

Mas para além de identificar o tipo de alimento, é preciso ainda saber manipulá-lo. O alho, por exemplo — alimento tão importante e rotineiro na mesa dos brasileiros —, só pode ser cozido até certas temperaturas, a fim de garantir a sua integridade nutricional.

Confeitaria funcional

Explicado um pouco sobre esse processo inovador, salientamos que nem só de pratos salgados sobrevive essa nova lógica nutricional. A confeitaria também carrega seus exemplos que, por sinal, caem como uma luva para tirar o estigma vilanesco dos doces e das guloseimas.

Imagine se permitir a um dos maiores prazeres da vida, não alterando a harmonia da sua dieta nutritiva do dia a dia. A confeitaria funcional estabelece um mandamento essencial para esse tipo de prática: deve-se deixar de lado o açúcar e a farinha branca.

Mas como a confeitaria é uma arte com toda a sua complexidade, acredite na possibilidade de manutenção do sabor e das características das suas sobremesas favoritas. Bolos, tortas, brigadeiro, sorvete — uma infinidade de doces saudáveis e plenamente nutritivos para o seu dia a dia.

Doces fit x doces funcionais

Estabelecendo a diferença básica entre a dieta fit e a dieta funcional: a primeira se baseia em proteínas, com a diminuição do açúcar, calorias etc. — por ser uma dieta ligada à estética. A segunda, entretanto, busca aproveitar o máximo dos alimentos para tornar a sua absorção efetivamente funcional para o corpo.

Receita de doces pelo método da confeitaria funcional, portanto, optarão pela seleção de alimentos, mas não necessariamente pela diminuição de um ou outro. O foco aqui é buscar mais benefícios, para além dos nutrientes do próprio alimento. Será comum, por exemplo, o uso de óleos vegetais e concentrados naturais para se fazer um brigadeiro funcional. Potencializar os benefícios do que se consome é justamente o foco aqui.

Investimento

Mas por que devo investir na confeitaria funcional no meu dia a dia e no meu negócio? Bom, para início de conversa, manter uma vida saudável para um cotidiano cada vez mais corrido é a fórmula perfeita para encarar os desafios diários, além de ser fonte crucial para a prevenção de doenças.

Seguindo por essa lógica, cada vez mais existe a conscientização por uma boa alimentação e uma vida menos sedentária. Estar em confluência com esse novo tipo de pensamento é garantir estar um passo à frente da concorrência e no caminho para incentivar uma mudança para melhor. Invista em saúde e na confeitaria funcional!

Se este post foi informativo, fique ligado nas novidades que farão bem a sua alimentação. Por exemplo: você sabe a diferença entre cacau natural e cacau alcalino?

Você também pode gostar

Deixe um comentário