4 passos para montar um carrinho de cachorro quente

3 minutos para ler

Se você deseja estrear no setor de alimentação e quer iniciar com algo simples, uma boa opção é montar um carrinho de cachorro quente. Esse lanche é um dos alimentos mais consumidos no Brasil, pois apresenta um preço acessível e um sabor agradável. Logo, apesar de ser feito com facilidade e ter um consumo elevado, é preciso ter cuidado com o investimento.

Para conseguir montar o negócio, é necessário fazer uma pesquisa no mercado, considerando variações como quantidade e qualidade dos ingredientes. Além disso, comece da maneira bem planejada e correta sem tentar dar grandes saltos de uma única vez.

Neste post, vamos apresentar 4 dicas para montar um carrinho de cachorro quente. Confira!

1. Faça um plano de negócio

Organizar os gastos é essencial para iniciar o negócio. Logo, procure economizar a quantia correta das despesas iniciais e mensais que gastará pelos primeiros meses, já que essa é uma maneira de garantir as vendas, mesmo que o carrinho não seja lucrativo no começo. Descobrir quanto será preciso para abrir o negócio é o primeiro passo para dar certo.

Assim, verifique as despesas iniciais com a montagem e os gastos mensais. Depois, delimite o ponto de venda que será utilizado, considerando alguns aspectos como tipo de público-alvo, fluxo de pessoas no local e horário de maior intensidade. Por fim, procure saber sobre os documentos necessários para conseguir abrir o negócio de maneira legalizada.

2. Escolha um local

O ponto de venda do cachorro quente precisa ser decidido com atenção. Logo, escolha pontos mais atrativos e com um maior fluxo de pessoas, como em frente a uma escola, por exemplo. Em geral, as crianças preferem o lanche tradicional, sem muitos ingredientes e condimentos. 

Se você optar por um ponto perto de uma universidade, tente oferecer um cachorro quente com mais opções de complementos. Dependendo do local em que você estará, ofereça tipos diferentes de salsichas, como de peru, soja ou de frango. O importante é conhecer bem o público.

3. Verifique as normas de higiene e armazenamento

A montagem de um negócio no ramo alimentício deve obedecer às normas de higiene e armazenamento, evitando problemas que podem levar ao fechamento do carrinho. Para isso, é necessário buscar informações na Vigilância Sanitária da sua cidade para que você possa conhecer essas normas. Algumas dicas podem ser seguidas, como a higiene das mãos, utilizar equipamentos limpos, usar materiais de qualidade e trabalhar com outra pessoa para evitar a mistura de dinheiro e alimentos.

4. Inove nos sabores

O cachorro quente é um lanche com ingredientes estabelecidos e o básico não pode faltar. Entretanto, é importante inovar nos sabores e oferecer outros ingredientes que ficarão ao critério do cliente. Com isso, ele perceberá que há opções e que poderá montar o próprio lanche. Você pode oferecer cartão fidelidade, promoções especiais e outras maneiras de atrair os clientes. Outra dica é investir em uma máquina de cartões para oferecer à pessoa a opção de pagar dessa forma.

Como vimos, para montar um carrinho de cachorro quente é necessário seguir algumas dicas para que o negócio dê certo. Por isso, calcule as despesas, escolha um local movimentado, verifique as normas de higiene e inove nos sabores. Com isso, é possível montar um bom negócio e que fará bastante sucesso entre os clientes.

Gostou deste post e quer complementar a sua leitura? Então, conheça 4 motivos para investir em treinamento de funcionários no setor alimentício!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-