5 dicas para elaborar um bom treinamento para garçom

4 minutos para ler

Imagine-se em um restaurante agradável, música boa e comida espetacular. A combinação parece simplesmente perfeita, não é mesmo? O que poucas pessoas lembram é que toda essa experiência pode virar um verdadeiro desastre se não for seguida por um bom atendimento.

Por essas e outras, o treinamento para garçom é um dos investimentos mais importantes que um estabelecimento pode fazer. Além de ser um dos principais pontos de contato com o cliente, o garçom pode alavancar ou destruir o seu negócio.

Se você concorda com isso e quer entender um pouco melhor como elaborar um treinamento eficiente para esses funcionários, não deixe de ler este post! Vamos lá?

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

1. Exija boas normas de conduta

A forma como o garçom conduz o atendimento faz toda diferença na experiência que os clientes terão, então, seja incisivo e não abra mão desse ponto. Ele deve ser um pré-requisito indispensável!

Seu time de garçons deve ser asseado, educado e tratar o cliente da melhor forma possível. O ideal é que eles estejam atentos às necessidades de cada um deles e, em alguns casos, até ajam de forma proativa para encantar o público. Ainda assim, como você deve imaginar, isso não acontece de uma hora para outra.

Por isso, é muito importante investir em um treinamento para garçom, pois assim o profissional entende um pouco melhor qual deve ser sua postura nas mais diversas situações. Aproveite para treinar possíveis posicionamentos em situações adversas, como saber lidar com clientes irritados ou ainda como contornar a situação quando o prato atrasa.

2. Exercite as técnicas próprias do servir bem

É importante que o garçom seja solicito e agradável, mas sem ser indiscreto ou intrometido. Por isso, é sempre bom usar palavras como “com licença” e “obrigado”, pois elas fazem toda diferença!

Essas são maneiras de transmitir paciência e atenção para quem está sendo servido. E tem mais: tudo isso deve acontecer conjugado com a tarefa de prestar atenção nas impressões e resolver as necessidades que aparecerem.

3. Treine a postura dos garçons

A postura que os garçons apresentam quando desempenham suas funções também faz toda a diferença, então não deixe de contemplar esse ponto no seu treinamento. Explique como eles devem se posicionar, onde colocar as mãos, qual é o lugar mais indicado para estar na hora de servir, como recolher os pratos etc.

Além disso, o caminhar também deve envolver uma postura aprumada com a bandeja apoiada da maneira correta. Esses pontos podem parecer despretensiosos, mas contam muito (e podem levar o seu restaurante a outro patamar)!

4. Desenvolva um olhar crítico

Melhorar o atendimento envolve atenção. A anotação dos pedidos deve ser feita com calma, os itens devem chegar às mesas certas e é necessário prestar atenção em sinais emitidos pelo cliente.

Além disso, a postura de um olhar crítico deve ser transmitida com leveza e segurança. Ser servido por alguém apressado e ansioso pode atrapalhar a refeição, além de revelar certa inexperiência.

5. Garanta treinamentos frequentes

O aprimoramento só acontece com treinamentos constantes. Por isso, não abra mão de atualizar o treinamento de tempos em tempos, pois assim você torna seu time eficiente nas atividades. O mais recomendado é investir em um calendário fixo de reciclagem de tempos em tempos.

Agora que você já sabe como o treinamento para garçom é importante, não deixe de incorporar essa prática no seu negócio e garanta uma refeição ainda melhor para o seu cliente. Você vai ver que esse é um ponto que faz toda a diferença na gestão do seu restaurante!

Ah, e não deixe de acompanhar outras dicas para alavancar o seu negócio. Assine a nossa newsletter agora mesmo e receba tudo diretamente no seu e-mail!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-