4 dicas para seu negócio ficar em dia com a vigilância sanitária

3 minutos para ler

Para comercializar e lidar com alimentos, todo negócio precisa seguir regras que buscam garantir a segurança da saúde e da integridade física dos consumidores. Assim, estar por dentro das normas da fiscalização sanitária é um pré-requisito para o funcionamento legal do empreendimento.

Essas normas mostram os cuidados que precisam ser tomados no ambiente de trabalho para que ele apresente as condições adequadas de higiene e qualidade. Assim, as resoluções da ANVISA tratam da higienização dos utensílios, equipamentos e instalações em todas as fases de manipulação, acondicionamento, preparo e transporte dos produtos nos estabelecimentos.

Se você quer saber como adequar o seu negócio às exigências da vigilância sanitária, não perca o nosso post de hoje. Boa leitura!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

1. Tenha autorização do corpo de bombeiros

O corpo de bombeiros tem por objetivo averiguar as instalações hidráulicas e elétricas, que precisam estar em ótimo estado de manutenção para que o negócio não sofra risco de alagamento ou incêndio e os estoques de alimentos em risco de contaminação. Logo, se não houver a autorização de funcionamento emitida por essa corporação, a licença sanitária não é expedida.

2. Separe os alimentos de materiais de limpeza

Qualquer produto de limpeza, como sabões, desinfetantes, água sanitária e detergente deve ser mantido isolado da armazenagem e manipulação de alimentos. Esses produtos, quando consumidos, podem provocar sérias complicações à saúde.

Ademais, os estabelecimentos são obrigados a usar itens de limpeza que sejam regularizados junto à vigilância sanitária. Em caso de produtos para dedetização, como os venenos, o ideal é contratar uma empresa especializada.

3. Coloque os alimentos perecíveis sob refrigeração

Os alimentos perecíveis são degradados facilmente e as condições inadequadas de armazenamento podem acelerar as reações dos micro-organismos. Portanto, esses tipos de alimentos precisam ser mantidos sob refrigeração de 5°C. No caso dos que são cozidos quentes, a temperatura ideal deve ficar acima de 60°C.

Além disso, lembre-se de, ao adquirir produtos perecíveis para estocar, controlar o tempo entre a compra e o armazenamento para que eles não permaneçam fora da refrigeração por mais de duas horas.

4. Cuide da higiene dos funcionários

Os funcionários precisam manter a higiene adequada, com cabelos presos, com tocas ou cobertos com redes. O uniforme deve ser usado somente na área de preparação dos alimentos e a troca deve ser realizada diariamente, de forma a mantê-lo conservado e limpo.

Além disso, relógios, anéis, pulseiras e brincos também são proibidos na área da manipulação. As unhas devem permanecer curtas e sem esmalte, e as mãos precisam ser higienizadas antes da preparação dos alimentos.

O trabalhador também deve evitar manipular os produtos quando estiverem com feridas, cortes ou doentes. Lembre-se que a empresa deve manter em dia os exames de saúde de seus colaboradores.

Como vimos, é muito importante seguir as normas da fiscalização sanitária para que o seu negócio fique sempre em dia. Portanto, cuide da higiene dos funcionários, separe alimentos de materiais de limpeza e mantenha os alimentos sob refrigeração. Além disso, não se esqueça de deixar o ambiente sempre limpo, organizado, com boa ventilação e iluminação.

Gostou do nosso post e quer complementar a sua leitura? Então, veja como melhorar a segurança em restaurante!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário