3 dicas sobre como fazer uma fritura inesquecível

4 minutos para ler

Alimentos fritos — como batatacoxinha, peixe e pastel — são irresistíveis para a maioria das pessoas. Isso acontece devido à receita e ao óleo utilizado no preparo, que ajuda a dar sabor ao alimento, sem falar na casquinha e textura. Contudo, para conseguir esse efeito, é preciso saber como fazer fritura corretamente.

Esse tipo de preparo, apesar de ser muito comum e conhecido, ainda é alvo de dúvidas e, em muitos casos, é feito incorretamente, o que prejudica toda a experiência que é comer um alimento frito. Para conseguir o resultado desejado e satisfação total dos clientes, é preciso ter alguns cuidados na hora da escolha dos ingredientes e do modo de preparo.

Quer saber o que você está fazendo de errado durante a fritura e como garantir que ela fique inesquecível? Venha conosco para descobrir!

1. Equilibre bem a temperatura do óleo

A temperatura é uma das questões-chave para garantir uma fritura perfeita, afinal, ela ajusta o tempo de cozimento e outros detalhes. Veja bem, quando o óleo da panela está excessivamente quente, podem ocorrer dois problemas: queimar a gordura ou deixar que o alimento cozinhe muito mais rápido do que o ideal.

No primeiro caso, o alimento escurece e fica com um gosto amargo. Já na segunda situação, o que acontece é que a comida que você fritou queima por fora ou, ainda, fica crua ou gelada no meio. Imagine como essas duas situações podem acabar com a experiência do seu cliente!

Além disso, vale tomar cuidado com a quantidade de porções que você coloca para fritar de uma só vez, pois exagerar nelas pode esfriar demais a gordura, fazendo com que o alimento absorva o óleo, ficando encharcado e murcho.

Sendo assim, é preciso encontrar a temperatura perfeita para a fritura de alimentos, que costuma ser entre 170 e 180ºC. Para chegar nesse ponto e ter maior controle, você pode utilizar um termômetro apropriado para a cozinha.

2. Escolha o óleo ideal e não reutilize

No mercado, é possível encontrar diversos tipos de óleos vegetais para o preparo de fritura, desde os mais baratos até os mais caros. Mas você sabia que essa escolha, também, influencia no resultado do prato?

O óleo de soja, apesar de ser barato, pode deixar um sabor residual no alimento e, portanto, deve ser evitado para esse fim. Já os óleos de canola, algodão e azeite são caros e, alguns deles, também deixam gosto. Dessa forma, sobram os de milho e girassol, duas opções mais neutras e ótimas para alimentos doces e salgados.

No entanto, não basta apenas escolher um bom óleo para a fritura, é preciso também que ele esteja sempre fresco e limpo. Reutilizá-lo altera o sabor do alimento, podendo deixá-lo rançoso e com gosto forte.

3. Fique atento à absorção da gordura

Por último, fique atento à absorção da gordura presente no alimento após fritá-lo. Assim que a porção estiver pronta dentro do óleo, ela deve ser bem escorrida em uma escumadeira ou grade para retirar o excesso de oleosidade.

Em seguida, é essencial repousar a porção sobre uma “cama” de papel-toalha a fim de que absorva o restante do óleo e não deixe aquela sensação excessivamente gordurosa no alimento, além de garantir uma casquinha crocante.

Agora que você já sabe como fazer fritura sem que fique encharcada e murcha, pode investir na venda de alimentos que exijam esse tipo de preparo em sua receita. Não deixe também de observar os alimentos fritarem e de escolher ingredientes bons para garantir a qualidade do prato.

Gostou de conhecer as dicas para uma boa fritura? Aproveite para compartilhar o post com seus amigos nas redes sociais, assim eles também ficarão por dentro do assunto!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-