pasta americana é uma das matérias-primas mais usadas por confeiteiros que trabalham com bolos. Ela é perfeita para coberturas e decorações minuciosas, que precisam de criatividade e personalização. Apesar de ser um produto fácil de ser encontrado e que também pode ser feito em casa, nem todos os confeiteiros sabem como usá-lo.

Ao trabalhar com o produto, é preciso ter alguns cuidados, como escolher as receitas de bolos mais adequadas e, até mesmo, evitar a geladeira quando a confecção tiver sido finalizada.

E para quem prefere fazer sua própria pasta americana, o ideal é usar sempre ingredientes de boa qualidade e respeitar as medidas indicadas, pois, assim como em qualquer outra receita de confeitaria, improvisos não funcionam.

E se você ainda não sabe como usar pasta americana para valorizar suas receitas, confira as dicas abaixo para começar a trabalhar com ela agora mesmo!

Como usar pasta americana?

Basicamente, a pasta americana é uma massa de fácil modelação e comestível, que cai muito bem para decorar bolos, cupcakes e biscoitos, por exemplo.

Para aquele acabamento liso e uniforme nos bolos, a melhor opção será sempre ela. E quanto mais alto for o bolo, mais fácil será de trabalhar com a pasta, então, a dica é usar sempre formas altas e caprichar no recheio.

De maneira geral, antes de aplicar a pasta, cubra todo o bolo ou cupcake com ganache, doce de leite, geleia ou glacê. Dessa forma, a superfície ficará mais lisa e a cobertura servirá também para ajudar a pasta a “grudar” no bolo. Outra dica interessante é sovar muito bem a massa, em um saco grande ou com açúcar impalpável, até que ela fique bem macia.

Para abrir a massa, nada melhor do que usar uma bancada de mármore ou granito. E com o próprio rolo que usou para abri-la, transporte a massa para a cobertura do bolo, ajustando tudo com as mãos.

Com o suporte de uma espátula, certifique-se de que a pasta americana esteja bem ajustada, então, corte todo o excesso com uma faca ou cortador.

Quais são os cuidados necessários?

Mesmo sendo um produto versátil, a pasta americana é sensível e requer cuidados específicos do confeiteiro. Abaixo, listamos algumas das principais recomendações para você não ter mais dúvidas:

  • massas leves, como pão-de-ló, não suportam o peso da pasta, então prefira bolos mais resistentes;
  • a pasta não combina com água, portanto tenha cuidado para que todos os utensílios e bancada estejam secos;
  • podem ser usadas essências na pasta americana, mas para não atrapalhar no sabor do bolo, utilize opções neutras como essências de baunilha ou amêndoas;
  • a pasta americana é muito sensível e não tolera umidade, por isso, não coloque o bolo na geladeira quando estiver pronto;
  • o ideal é mantê-la sempre guardada em sacos plásticos para evitar que se torne ressecada;
  • caso queira colorir a pasta, prefira os corantes em gel.

Comprar pronta ou fazer a própria pasta?

A pasta americana pode ser comprada pronta para o uso ou ser feita em casa. A melhor opção para você dependerá da sua disponibilidade e frequência de uso. Para quem usa de vez em quando, fazer a sua própria massa seria interessante, mas, para quem trabalha todos os dias com o ingrediente, o ideal é comprar pronto, facilitando a rotina.

Uma dica é comprar sempre a pasta branca e tingir de acordo com a necessidade. Para prepará-la são usados ingredientes bem simples: água, margarina, gelatina, glucose e açúcar impalpável.

Normalmente, para comercializar um bolo o preço é cobrado por quilo, mas, quando há aplicação de pasta americana, o ideal é que o preço seja estabelecido por tamanho, mas sempre respeitando um valor justo.

E você, já sabia tudo isso sobre como usar pasta americana? Aproveite e compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais!