Como abrir uma lanchonete?

4 minutos para ler

Você estava sentado em casa pensando em ter um negócio próprio e, de repente, deu um estalo: vou abrir uma lanchonete! Mas, depois de algum tempo, começou a se perguntar: como eu faço isso? O que é preciso? como escolher o ponto? quais equipamentos? Preciso de licença de funcionamento?

A alimentação é o segundo maior gasto do brasileiro — cerca de 20% do orçamento, segundo o IBGE. As lanchonetes são consideradas bons negócios devido a algumas características, dentre elas, o fato de serem bem aceitas pelo público em geral, a comodidade oferecida aos clientes no consumo dos alimentos e por ter a maioria dos pagamentos à vista.

Neste post, vamos te ajudar a responder essas questões e, quem sabe, a abrir uma lanchonete.

Planejamento

Falar de plano de negócios para quem está iniciando um negócio próprio, às vezes, pode assustar, afinal, são muitos os itens que devem ser analisados.

Mas, alguns pontos básicos, como quem irá comprar seu produto, onde irá comprar, tipos de produtos oferecidos, quanto irá investir e em quanto tempo terá o retorno e quanto precisará para manter o negócio funcionando, precisam ser analisados com antecedência para ver se o negócio é viável ou não.

Ponto

Para estabelecimentos comerciais físicos, o fator ponto é fundamental. Seu produto pode ser excelente, mas se seus clientes não passam por ali, por diversas razões, não comprarão de você.

Analisar o fluxo de pessoas, seu comportamento e se o local oferece segurança para que elas parem é muito importante antes de fechar a compra de um ponto. Antes de se decidir, fale com comerciantes que trabalhem por perto e tente reunir informações sobre o histórico do local, para ver se ele se adéqua às suas expectativas.

Equipamentos e mobiliário

Basicamente, uma lanchonete precisa de chapa, forno, fritadeira, coifa, freezer, geladeira, balcões climatizados, utensílios, pratos, talheres, mesas e cadeiras e equipamentos para o caixa.

Cardápio

O cardápio deve seguir a tendência do local onde você se instalou. Não adianta colocar um cardápio sofisticado — e caro! — em um ponto próximo a pontos de ônibus cujas linhas vão para bairros mais humildes.

Nesse caso, um cardápio mais popular é o mais indicado. O melhor prato é aquele que seu cliente gosta e tem condições de comer no dia a dia. Trazer alguma novidade dentro desses limites pode ser interessante também.

Persistência e Reinvestimento

A dica aqui é não desistir. As estatísticas para os empreendedores no Brasil não são muito favoráveis, mas, se você começou com um bom planejamento, há chance de começar a ter retorno após 1 ano de abertura de sua lanchonete.

Quando esse momento chegar, será a hora de alocar uma parte do lucro para reinvestir no negócio, atualizando equipamentos, treinando o pessoal ou reformando o local.

Licença de funcionamento

Para abrir uma empresa, é necessário se registrar como empresário (no caso de querer trabalhar sozinho) na Junta Comercial de seu estado. Fale com um contador para ele te auxiliar nesse processo.

Estabelecimentos que produzem e manipulam alimentos, tais como as lanchonetes, só podem funcionar se obtiverem licença e alvará concedido pela autoridade sanitária do município onde estiver localizada. Nesse caso, será necessário comparecer até à prefeitura de sua cidade e verificar quais os requisitos para a emissão da licença e alvará de funcionamento.

Gostou das dicas de como abrir uma lanchonete? Então, deixe seu comentário e conta pra gente sua experiência no assunto!

Quer conhecer um tipo de empreendimento que já investe em lanchonetes? Então, clique aqui e veja como academias têm adaptado seus cardápios de acordo com as necessidades dos seus alunos.

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-