Se você acompanha as tendências da gastronomia, é bem provável que já tenha ouvido falar da farinha de panko. Afinal, ela está sempre presente no preparo de peixes, frango, carne e até de farofas.

Mas você sabe o que realmente é a farinha de panko e como prepará-la? Se você tem dúvidas sobre isso, veio ao lugar certo! No post de hoje, vamos explicar tudo sobre esse ingrediente e também como fazê-lo em casa. Acompanhe!

O que é a farinha de panko?

A farinha queridinha dos chefs é utilizada para empanar diversos ingredientes, assim como a farinha de rosca. A diferença é que a farinha panko, por conter flocos maiores e mais textura, confere muito mais crocância às receitas, seja frango empanado, seja bife à milanesa, farofa, entre outras.

A farinha de panko é muito utilizada pela culinária oriental no preparo de camarões empanados e de sushi roll. Por isso, pode ser facilmente encontrada em bons fornecedores.

Alguns dos países do ocidente também já pegaram gosto pelo ingrediente. Nos Estados Unidos, por exemplo, ela é a base da farofa usada para rechear o peru no dia de Ação de Graças. Além disso, é o segredo de grandes redes de restaurante em alguns dos preparos mais crocantes, como o frango frito vendido em balde.

Como preparar?

É muito fácil preparar a farinha de panko em casa, e o único ingrediente necessário é o pão de forma. O diferencial é o processo!

Retire as cascas das fatias e pique os pães em pedaços menores. Em seguida, é só colocar no processador ou liquidificador e acionar a função pulsar. A ideia é deixar pedaços um pouco maiores, ou seja, não processar os pães até obter uma farinha fina como a de rosca.

Em seguida, é só espalhar a farinha de panko em uma assadeira e levar a fogo baixo por 30 minutos. Quando forem completados os primeiros 15 minutos de forno, retire a assadeira e mexa a farinha, para que ela asse por completo e não corra risco de queimar.

Após os 30 minutos, está pronta a sua farinha de panko, e você já pode usá-la em diferentes receitas, sempre para conferir mais textura e sabor aos pratos.

Como armazenar?

Se você produzir a farinha e sobrar alguma quantidade após o uso, é possível guardá-la no freezer por até 3 meses. Para isso, basta colocar em um saco próprio para congelamento. Quando quiser utilizar o ingrediente, basta retirar da geladeira momentos antes, já que as características da farinha não se alteram muito nesse processo.

No entanto, se você tem um estabelecimento no segmento de alimentação, a dica é contar com um bom fornecedor e adquirir uma farinha de panko de qualidade. Afinal, comprando em quantidades maiores, é possível ter mais economia do que preparando o ingrediente em casa.

O que está esperando para testar a farinha de panko e deixar os seus empanados muito mais saborosos? Com certeza, todos vão se surpreender com a textura e crocância de dar água na boca!

E se você gostou do conteúdo e deseja ficar por dentro de muito mais dicas e informações sobre o universo da gastronomia, assine a nossa newsletter. Assim, você recebe todos os textos em seu e-mail em primeira mão!