Restaurantes e confeitarias são negócios que movimentam um bom dinheiro, mas que também costumam ter custos bastante elevados. Para nivelar essa equação e garantir que sua empresa tenha sucesso, separamos algumas dicas de gestão de restaurantes que você pode aplicar no dia a dia da sua empresa para ver seu negócio crescer como nunca! Confira!

1. Escolha bem seus fornecedores

Um dos passos mais importantes da gestão de restaurantes é a escolha dos fornecedores. Isso porque todo o processo de produção começa, na verdade, com eles.

Na hora de decidir entre manter ou não o contato de um fornecedor, procure pensar além do preço mais baixo. Mais importante até que oferecer preços competitivos, um fornecedor de qualidade é extremamente confiável: não atrasa, não entrega mercadorias vencidas ou fora do padrão de qualidade desejado e opera somente dentro de todos os parâmetros legais.

Por isso, ao procurar por novos fornecedores, procure responder as seguintes perguntas:

  • Este fornecedor tem boa fama na praça?
  • Ele entrega nota fiscal?
  • Ele me dá garantias quanto a seus produtos e se disponibiliza a trocar mercadorias defeituosas?
  • Ele armazena e transporta os insumos de acordo com o que as boas práticas sanitárias recomendam?

2. Cuide da boa imagem do seu estabelecimento

Seu cliente é o seu mais poderoso propagador, e é preciso que você dê a ele motivos para falar muito bem da sua marca.

Critérios como limpeza do ambiente, cordialidade no atendimento e prestatividade hoje deixaram de ser diferenciais e se tornaram obrigatórios: se você não apresenta um ambiente limpo, confortável e não trata bem seus clientes, você já está fora do mercado.

Aqui, investir no treinamento e na motivação da sua equipe de atendimento é de suma importância, afinal são eles que representam a imagem do seu restaurante diante dos clientes.

É preciso também estar atento à comunicação da sua marca nas redes sociais. Muitos clientes entram em contato com sua empresa pela primeira vez via internet, e o que eles encontram on-line é determinante para fazer com que se animem a visitar sua empresa ou não.

3. Controle o fluxo de caixa

Tão importante quanto o dinheiro que entra no caixa da empresa é o dinheiro que sai, então esteja atento aos custos e despesas gerais da sua operação, e não deixe de registrar nada.

O estoque é um setor de importância crítica em um restaurante, uma vez que muitos dos produtos utilizados são perecíveis e, ao mesmo tempo em que não se deve jogar insumos no lixo, também não é bom que faltem itens do cardápio.

Para garantir um controle de caixa mais preciso, tenha sempre as fichas técnicas atualizadas dos seus produtos: com elas é possível saber exatamente quanto custa cada item do cardápio e qual sua margem de lucro. Dessa forma, você saberá quando é a hora de alterar os preços do cardápio ou mesmo de retirar determinados itens que já não valem a pena.

E aí, o que achou das nossas dicas de gestão de restaurantes? Você pode aplicá-las hoje mesmo e começar a ter melhores resultados na sua empresa desde já! Se você quiser receber mais dicas e materiais como esse, assine nossa newsletter e saia na frente da concorrência!