Quer coisa mais gostosa que sorvete? Ele é tão popular que atinge as mais diversas classes, grupos sociais e idades. Por essas e outras, entre as opções de negócio, abrir uma sorveteria é uma das mais atraentes.

Convenhamos: independentemente da crise, todo mundo gosta de tomar um sorvete depois do almoço ou nos fins de semana com a família — principalmente nos períodos mais quentes.

Para escolher com confiança, veja, a seguir, alguns aspectos que devem ser considerados ao decidir investir em um empreendimento desses. Vamos nessa?

1. Estude as peculiaridades do segmento

Um dos principais erros cometidos pelos empreendedores é não conhecer o negócio com a profundidade necessária. Além de impedir melhorias, ainda pode trazer dificuldades para tocar a empresa.

Para não cair nesse erro, busque todo o conhecimento necessário antes de abrir uma sorveteria. Estude a atividade, tire possíveis dúvidas, converse com outros empresários do ramo e esteja preparado. Assim, você fica por dentro dos tipos de clientes, fornecedores e vários outros detalhes.

2. Informe-se sobre as dificuldades

Enquanto estiver se informando sobre as particularidades do segmento, conheça, mapeie e avalie como enfrentar as dificuldades encontradas. Esse detalhe pode parecer pouco significativo, mas faz uma diferença e tanto quando as adversidades começam a aparecer.

3. Formalize o negócio

Abrir uma empresa envolve certa burocracia. Você precisa se preparar para formalizar tudo e isso envolve consultar a prefeitura, pensar em um nome para o empreendimento, registrar-se no Cadastro Nacional das Pessoas Jurídicas (CNPJ), conseguir um alvará e vários outros detalhes.

É claro que isso soa como muito trabalho (e pode até ser!), mas formalizar a sorveteria é a melhor forma de se resguardar judicialmente e ficar livre de muitas dores de cabeça! Então, não pule essa etapa!

4. Escolha os fornecedores

Abrir um negócio envolve ser servido por uma série de fornecedores. No caso de uma sorveteria, o principal produto é o próprio sorvete. Além dele, porém, precisam-se de copos de plástico, casquinhas, complementos e outros. Gaste algum tempo para escolher bem seus fornecedores e lembre-se de que eles podem cooperar muito para o sucesso do seu negócio.

5. Analise a concorrência

Antes de abrir uma sorveteria, é bom conhecer a concorrência. Pense que você vai interferir em como o mercado local funciona e deve estar preparado.

Isso não significa que não se pode abrir uma sorveteria se já houver outra por perto — mas que é preciso ter mais cautela. Estude os concorrentes, seus pontos fortes e fracos, e as estratégias de marketing que adotam.

6. Escolha uma boa localização

Estar bem localizado é importante. Procure um ponto comercial que tenha grande fluxo de pessoas, pois assim fica mais fácil atrair consumidores. Além disso, os shoppings e as galerias também devem ser olhados com cuidado, pois podem ser boas opções.

7. Invista em um ambiente agradável

Sejamos francos: todo mundo prefere estar em um lugar organizado e limpo — principalmente quando o assunto é alimentação. Por isso, invista em um bom ambiente e torne a experiência do cliente mais agradável.

Não se esqueça de investir em bons equipamentos, como freezers, balanças, batedeiras, liquidificadores e similares.

8. Tenha os sabores certos

É claro que é possível inovar e ter sabores diferentes, mas lembre-se de que existem alguns que são indispensáveis. Opções como chocolate, morango, creme, limão e outras mais comuns estão entre as queridinhas de muitas pessoas. Então, vale se atentar a esse ponto!

Agora que você já sabe o que considerar para abrir uma sorveteria, seja cauteloso para fazê-la dar certo. Siga essas dicas e perceba que tudo vai fica mais fácil com planejamento.

Para tornar esse momento mais tranquilo, entre em contato com a gente para saber como podemos ajudá-lo enquanto percorre esse caminho!