A gastronomia é uma verdadeira arte, que se modifica com o passar dos anos através de novas técnicas e mistura de ingredientes. Em países como a França e Itália, o tema chega a ser considerado patrimônio cultural, pois exporta os costumes desses países para o mundo inteiro.

Com tantas mudanças culturais e descobertas, a culinária gourmet também passa por constantes transformações, e neste post falaremos sobre as tendências gastronômicas de 2018. A alimentação saudável ganha cada vez mais espaço: as pessoas começaram a ter mais consciência a respeito dos efeitos da comida no organismo, optando por menos comidas processadas e por mais alimentos naturais.

Nessa linha, o veganismo deixa de ser encarado como restrição alimentar e passa a ser considerado um lifestyle possível de ser seguido sem esforço. As super foods, ou supercomidas, também se tornarão queridinhas, especialmente para as refeições matinais. Além disso, o estilo de culinária do Oriente Médio vai ganhar mais espaço no Brasil.

Já ficou com água na boca? Então confira um pouco mais sobre essas tendências logo abaixo!

Culinária gourmet e alimentação saudável

Uma alimentação rica em vegetais é uma das grandes tendências para este ano de 2018. É a simplicidade que ganha status, tornando as refeições descomplicadas e valorizando a importância das vitaminas e nutrientes.

A comida homemade — ou seja, feita em casa — será a grande estrela, mas isso não significa que os restaurantes serão deixados de lado. Pelo contrário, eles também deverão se adaptar a essa simplicidade.

Outro ponto importante será em relação ao uso do açúcar. Hoje, existem muitas alternativas para quem não quer usar o açúcar refinado, incluindo pastas de frutas como tâmaras e damascos. Com a adaptação de receitas, é possível até mesmo fazer sobremesas livres de açúcar branco!

Supercomidas entram em cena

As supercomidas são aqueles ingredientes cheios de nutrientes que servem para prevenir ou mesmo tratar algumas doenças. Nesta lista, encontram-se alimentos que já são bem conhecidos entre o grande público, mas que nem sempre recebem o destaque devido na alimentação diária.

Entre as super foods podemos destacar as frutas vermelhas, a quinoa, a aveia e o iogurte natural. Muitos deles são perfeitos para serem consumidos no café da manhã, que em muitos países é considerado a refeição mais importante do dia.

A hora do veganismo

Jovens e adultos têm se mostrado cada vez mais abertos a dietas que não incluem proteínas animais. De maneira geral, ser vegano significa não consumir quaisquer tipos de proteína animal e seus derivados, como ovos e laticínios.

Trata-se, portanto, de uma alimentação baseada em grãos, cereais, legumes, verduras e frutas. As principais fontes de proteína para veganos e vegetarianos são alimentos como brócolis, lentilha, folhas verdes, abacate, tofu, feijão, chia, nozes, ervilha e grão de bico.

Um toque árabe

O Brasil é um dos países que mais receberam imigrantes do Oriente Médio nos últimos anos, e essa influência aparece também nos nossos pratos do dia a dia, como quibe, tabule e esfirra. Em 2018, a novidade é que não apenas os pratos árabes estão em alta, mas os temperos típicos da região também.

Ingredientes ricos em sabor como tahine, harissa e zaatar são alguns dos maiores responsáveis por conferir um toque único aos pratos do Oriente Médio. A tendência será apostar nesses sabores até mesmo nos pratos que não são tradicionalmente árabes!

Gostou das nossas dicas sobre culinária gourmet para este ano? Então aproveite para visitar o site da Nova Safra para conferir os melhores ingredientes e acessórios para cozinhar essas deliciosas tendências!