Elaborar um menu kids que chame a atenção das crianças é uma estratégia que pode e deve ser explorada como um diferencial. Restaurantes preparados para receber os pequenos saem na frente da concorrência.

Só para você ter uma ideia, segundo informações do IPESO, divulgadas pelo SEBRAE, em 2014, 53% dos pais preferem casas com espaço kids e 10% deles somente frequentam locais com área específica para crianças.

Esses números recentes apontam uma tendência que vem crescendo entre os consumidores e, consequentemente, tornando-se uma boa opção de negócio. E para você entender como inovar com um menu kids bem planejado, anote as dicas de hoje:

1. Monte cardápios criativos para o menu kids

Quando falamos em público infantil, é preciso ter muita criatividade para agradar. Começando pelo próprio cardápio: por que não apresentar os pratos de um jeito lúdico? Por exemplo, uma salada de alface e tomate pode muito bem ser chamada de “A mágica floresta do reino da tomatelândia”.

Um cardápio em forma de livro infantil pode ser mais uma forma de estimular as crianças a fazerem seus pedidos. Assim, cria-se envolvimento com a hora da refeição, que deixa de ser uma obrigação para se tornar uma experiência divertida. A ideia é parecida com a que já apresentamos aqui no blog para um rodízio de pizzas temático.

2. Varie nos clássicos hambúrgueres e nuggets

A alimentação saudável deve ser prioridade, principalmente na hora de planejar um menu kids. Mas isso não significa abandonar as tradicionais opções de hambúrgueres e nuggets, que a criançada tanto adora.

Só que, para deixar esses preparos não só gostosos, mas também nutritivos, o restaurante pode, por exemplo, experimentar oferecer um hambúrguer de grão-de-bico bem temperadinho, por exemplo. E falando nos nuggets, os cozinheiros têm a opção de prepará-los de um jeito mais saudável, trocando a farinha de trigo branca pelo farelo de aveia. Nos dois pratos, em vez de fritar, é melhor utilizar o forno.

3. Atraia a atenção pela apresentação dos pratos

Para chamar a atenção dos pequenos na hora de se servirem com os pais, uma boa opção é dispor os pratos de forma divertida. Cortar a cenoura em formatos geométricos ou fazer sanduíches em formas de carinhas e bonecos são ideias que atraem a criançada.

Essa dica pode ser muito útil para trazer um diferencial no período de férias escolares: nessa época, os pais tendem a levar os pequenos para passear, e, certamente, encontrar opções especiais para os pequenos servirá como um bom convite para visitas.

4. Aposte em massas e grelhados

O paladar infantil é menos elaborado do que o dos adultos. Por isso, um cardápio para crianças pode contar com opções de sabores menos complexos, como massas e grelhados, alimentos que fazem parte do dia a dia, o que pode diminuir (e muito!) as sobras nos pratos.

Entre as massas, boas escolhas são os tipos simples, como penne e parafuso, ou, então, os lúdicos, como de letrinhas e bichinhos. Já entre os grelhados, além do tradicional filé de frango, os escalopes de filé mignon são sempre boas opções, principalmente pelo corte, que é pequeno, perfeito para uma porção infantil.

5. Ofereça pratos e talheres feitos para crianças

Outra maneira de tornar a hora da refeição mais atraente para a criançada é disponibilizar pratos e talheres infantis. A dimensão desses itens deve ser menor, já que, naturalmente, crianças comem menos do que adultos. Formatos diferenciados, cores vibrantes e estampas de desenhos são bons atrativos que podem decorar os utensílios.

6. Invista em sobremesas integrais

Que criança não gosta de um doce, né? E que tal adocicar o paladar dos pequenos de um jeito mais nutritivo?

Apostar em produtos integrais é uma excelente maneira de tornar as sobremesas mais saudáveis. Uma boa opção é o arroz doce integral, que é fácil de preparar e não vai exigir muito em termos de custos para o restaurante, sendo uma opção para fechar as refeições infantis com sabor e simplicidade.

Oferecer menu kids é uma forma de acompanhar o mercado e conquistar clientes, e, como você viu, são muitas as formas de inovar! Agora, para continuar aprendendo mais, veja nosso artigo sobre como reformular o cardápio do seu restaurante.