Embora a farinha de rosca e a farinha de trigo sejam as mais conhecidas, existem outros tipos de farinha, além dessas variações mais tradicionais.

Conhecer as opções disponíveis pode fazer toda a diferença na hora de preparar os alimentos, já que elas têm particularidades que podem alterar a textura e o sabor dos pratos. No post de hoje você poderá conhecer alguns tipos de farinha e, quem sabe, diversificar e aprimorar o seu cardápio, confira!

Farinha de rosca

A farinha de rosca aqui no Brasil costuma ser preparada com o pão seco moído. É muito utilizada para empanar pratos ou misturar na carne moída para dar consistência. Quando usada para empanar, geralmente cria uma casca crocante e pode até ser temperada antes do preparo, com ingredientes como alho em pó, queijo ralado e orégano.

Farinha de trigo

Outra opção muito conhecida é a farinha de trigo. Utilizada no preparo de pizza, biscoito, macarrão e várias outras receitas, ela pode ser encontrada em diversos tipos, que são classificados de acordo com os graus de peneiração, níveis de glúten e de proteína.

A mais utilizada é a farinha tipo 1, que tem uma composição basicamente feita de carboidrato (amido) e proteína. Quando misturada à água, forma-se o glúten, que é responsável pela consistência e elasticidade da massa.

Ela é facilmente encontrada no mercado por conta da sua versatilidade, decorrente da mistura dos grãos fortes e fracos de glúten, o que possibilita o preparo de várias receitas diferentes.

A farinha de trigo pode ser encontrada na versão com ferro e ácido fólico, além da versão integral, que surge da moagem do grão inteiro, com a casca e que contém um valor nutritivo superior ao da farinha comum.

Farinha de arroz

Feita a partir do grão de arroz, esse tipo de farinha é excelente para quem não pode ingerir glúten. Ela substitui a farinha de trigo, porém pode fazer com que pratos como bolos e biscoitos tenham uma textura mais arenosa, justamente por conta da ausência do glúten. Em contrapartida, é de fácil digestão e tem um baixo índice glicêmico.

Farinha de aveia

A farinha de aveia é feita por meio da moagem da parte interna do grão de aveia. Contém vitaminas, carboidratos, minerais e fibras solúveis que ajudam a regular o trânsito intestinal e a diminuir o colesterol total e o LDL.

Pode ser utilizada para a preparação de receitas como bolos, tortas, biscoitos e panquecas, agregando maior valor nutricional.

Misturas prontas para empanar

Além das farinhas que foram citadas, você também pode encontrar no mercado algumas misturas prontas que facilitam o preparo das receitas empanadas. Isso pode ser extremamente útil para quem produz grandes quantidades de alimentos, pois reduz o tempo de trabalho sem influenciar no sabor. Alguns exemplos são:

À dorê

A mistura pronta à dorê é feita com ingredientes como farinha de arroz, amido e temperos variados. Ela pode ser usada para preparar anéis de cebola e outros legumes, de forma que eles fiquem saborosos e crocantes. Para usá-la basta diluí-la em água e mergulhar o produto que será frito.

Panko

Essa farinha é uma variação da farinha de rosca, sendo muito utilizada na culinária oriental. Também pode ser usada para empanar frango, peixe, camarão e nugget. Para usá-la, primeiro é necessário temperar o alimento, depois mergulhar no ovo batido com farinha de trigo, passar na farinha panko e fritar. O resultado é um alimento extremamente crocante.

À milanesa

Se você costuma preparar alimentos à milanesa, essa mistura pode facilitar muito. Feita com farinha de rosca, farinha de trigo e temperos, ela já vem pronta para ser usada.

Agora que você já conhece vários tipos de farinha, fica mais fácil escolher qual utilizar em cada receita, não é?

Gostou do nosso post? Então acompanhe nossos perfis no Facebook e no YouTube para ter acesso a várias outras dicas que podem te ajudar muito!