bulola

O queijo mussarela tem sido a escolha número um para diversas famílias. São muitos os amantes dessa especiaria, devido ao seu sabor delicado e fresco e sua presença na grande maioria das pizzas, sanduíches e petiscos.

Existem basicamente dois tipos dessa espécie: os feitos de leite de vaca e os de búfala. Além disso, há diversas formas nas quais podemos encontrar esse queijo, seja bolinha, tranças, peças inteiras etc.

Esse assunto abriu seu apetite, não é? Acompanhe para conhecer ainda mais informações sobre esse queijo que é parte do cardápio de muitas pessoas:

A produção com leite de vaca e leite de búfala

Trazido para o Brasil por imigrantes italianos no final do século 19, o queijo mussarela original é produzido a partir do leite de búfala. No Brasil, entretanto, popularizou-se muito mais a produção com o leite de vaca. Tanto que, popularmente falando, hoje nos referimos simplesmente a esse queijo como “muçarela” (quando é feito com leite de vaca) e mussarela de búfala (quando é feito com leite de búfala).

Possuindo uma fatia de 30% da produção mundial de queijos, seja qual o tipo você preferir, esse é sem dúvidas o queridinho de toda a população.

O modo de produção do queijo mussarela

Ao se receber o leite cru dos produtores, o leite deverá ser pasteurizado e reservado em tanques, em que recebem a adição do fermento e do coalho.

Após um período de descanso, a ricota é retirada e testada para assegurar o ponto elástico necessário. Em seguida, corta-se porções da massa que recebem um choque térmico para interromper o processo de fermentação.

O próximo passo é uma mistura para se atingir o ponto exato de textura e, por fim, a modelagem do produto.

As diferenças entre os queijos mussarela

Assim como temos dito até aqui, enquanto o Brasil adotou o leite de vaca como uma das principais formas para a fabricação do produto, a receita original é com leite de búfala.

A fórmula brasileira, por ser diferenciada, costuma contar com o uso do corante urucum, que garante a coloração amarelada do produto. Outra grande característica dessa mussarela é em relação a sua consistência elástica. Ela se deve à filagem com um pH mais alto, um dos fatores que o torna mais fácil de derreter.

Já na mussarela de búfala, o processo deixa o queijo mais leve e com um sabor mais delicado e suave. Porém, apesar disso, a mussarela de búfala possui muito mais cálcio, proteína e vitamina A, além de conter o dobro de ômega 3.

Por que esse queijo é tão utilizado em pizzas

Como temos visto, por toda sua história e características, o queijo mussarela se tornou um dos mais vendidos. Uma pergunta permanece, no entanto: por que esse é o tipo mais utilizado em pizzas?

Isso se dá por um motivo muito simples: ele é um queijo que carameliza muito bem, tem grande elasticidade e forma bolhas. Com seu uso, a pizza se torna mais crocante e dourada. Além do mais, todo mundo gosta daquela mussarela esticando bastante na hora de comer, não é?

Por falar em queijo mussarela e pizza, para você que está até agora com água na boca, venha conferir uma receita incrível de pizza marguerita com mussarela de búfala!