Beneficios_Pimenta

Pimenta do reino, de cheiro, habanero, cumari… são tantos tipos diferentes que fica difícil escolher um só. Além de variadas em sabor e ardência, as pimentas também são muito versáteis.

Não tem como negar que um toque apimentado faz toda diferença na hora de grelhar um delicioso filé mignon ou de servir um molho diferente para a salada. Também dá para brincar com sobremesas, já que pimenta com chocolate é sucesso na certa!

Agora saiba mais sobre as pimentas e descubra que esses frutos fazem mais do que apenas adicionar sabor aos alimentos.

Naturalmente saudável

Rica em carboidratos e em minerais, como potássio e magnésio, são muitos os benefícios que a pimenta traz para a saúde de quem a consome. Ajuda a manter o coração saudável, é um antibiótico natural e pode ser uma grande aliada no processo de emagrecimento.

Por serem termogênicas (isto é, produzem calor), as pimentas podem aumentar o gasto calórico. Uma substância presente nelas chamada capsaicina consegue elevar o processo metabólico em até 20%! Também auxiliam nosso organismo no combate a inflamações e são muito boas para a digestão.

Mas é bom evitar excessos: comer muita pimenta de uma vez só pode irritar as mucosas do estômago e dos intestinos.

Para todos os gostos

As pimentas são encontradas nos quatro cantos do mundo e variam bastante no formato e no sabor. No Brasil, as mais suaves são a biquinho e a cambuci, que são muito utilizadas em refogados e geleias.

A chilli e a jalapeño (mais usadas no México e em pratos da América Central) possuem ardência média e são ótimas em ensopados de carne. A jalapeño também é consumida em vinagretes e quando desidratada é mais conhecida como chipotle.

A do tipo malagueta está presente nas refeições de muitos brasileiros e é servida em conserva ou como molho de pimenta.

Mas se você gosta mesmo de sentir a língua formigar e topa qualquer desafio, pode experimentar a asiática Bhut Jolokia ou pimenta-fantasma. É uma das pimentas mais fortes do mundo, encontrada especialmente na Índia e em Bangladesh.

Cultivo em casa

Se quiser ter uma pimentinha sempre à mão, saiba que não é difícil cultivar pimenteiras em casa. É preciso atentar para o fato de que são plantas que gostam bastante de sol e são muito sensíveis a baixas temperaturas. Portanto, escolha um local da casa ou do jardim em que a pimenteira fique protegida do frio e possa receber luz solar direta.

Plante as sementes em solo de textura média (nem muito arenoso, nem muito argiloso) e dê preferência para a adubação orgânica. Assim, você evita consumir substâncias nocivas à saúde.

Durante o plantio, prefira vasos que tenham, no mínimo, 28 centímetros de diâmetro e com furos no fundo, para que a muda possa se desenvolver sem correr riscos de apodrecer as raízes.

Sempre que a superfície estiver seca, regue a planta até que ocorra um leve gotejamento na base do vaso. Se possível, faça a rega no início da manhã ou no fim da tarde. Se a planta produzir muitos frutos, coloque uma estaca de bambu para ampará-la e conduzir seu crescimento para a vertical.

Tomando esses cuidados, sua pimenteira pode durar até um ano e te proporcionar receitas deliciosas com inúmeras vantagens nutricionais. Aproveite que agora você sabe mais sobre o poder da pimenta e aventure-se na cozinha!

Que tal agregar um pouco de picância à receita de batatas para o almoço? Para quem não gosta de sentir a boca arder, vale experimentar pimentões recheados com bacalhau para o jantar. Confira aqui no blog outras receitas em que você pode adicionar um toque de pimenta para deixar tudo ainda mais gostoso. Bon appétit!

Diversas Pimentas você encontra em nossa Loja Virtual.