5_dicas_negocio

Em tempos de crise, a solução para sair do desemprego ou do baixo salário pode ser empreender. Montar seu próprio negócio sempre exige cautela, e em épocas de recessão não poderia ser diferente. Alguns fatores devem ser sempre levados em conta antes de investir seu dinheiro, como, por exemplo, pesquisas de mercado, o que é necessário para abrir o seu negócio e o retorno do investimento.

Nesse sentido, o ramo alimentício é um dos mais buscados por novos empreendedores em virtude das inúmeras vantagens que apresenta em relação aos outros setores. Conheça, no artigo de hoje, os principais motivos para abrir um negócio nesse setor!

O último a sentir os efeitos da crise

O setor alimentício é o último a sentir os efeitos da crise por um motivo simples: ao ter de fazer cortes no orçamento, as famílias optam primeiramente pelos supérfluos, o que certamente não é o caso da alimentação.

Além disso, mesmo com a economia estagnada, inovações no ramo alimentício sempre surgem para facilitar o desenvolvimento de diversos novos empreendimentos, para todos os bolsos. Tire proveito disso!

O primeiro a sair da crise

Se o setor eventualmente acaba abatido pela crise, ele também é o primeiro a sair dela, pois inovações com receitas e menus diferentes são baratas e sempre vão chamar a atenção do público, melhorar e incentivar as vendas em seu estabelecimento.

Outra grande vantagem é que muitas vezes não há necessidade de um investimento muito alto quando não há possibilidade para tal. O ramo alimentício tem diversas opções mais baratas e bem rentáveis para os empreendedores de pequeno porte como, por exemplo, a food bike ou o food truck.

Baixo custo

Falando especificamente nos produtos que serão vendidos, mesmo os mais sofisticados têm baixo custo na hora da fabricação. Se você pensou em abrir um negócio com receitas caseiras, com um toque de comfort food, produzir não será caro.

Se resolveu apostar em receitas mais sofisticadas, como um delivery de comida japonesa, por exemplo, o custo será um pouco maior, mas você com certeza terá um ótimo retorno.

Lucros altos

O ramo alimentício é um dos que mais dá retornos, com lucros que podem chegar até 500%. Isso acontece porque o baixo custo dos investimentos permitem que a margem de lucro seja bem maior do que em outros empreendimentos.

Em restaurantes e outras iniciativas do ramo raramente é cobrado um valor abaixo de 200% de lucro em cada produto do menu, o que facilita a recuperação dos valores investidos de forma bem rápida.

Um negócio de família

O ramo alimentício ainda dá ao empreendedor a oportunidade de transformar a empresa em um negócio de família. Com familiares trabalhando na empresa, seja na parte da produção, da administração ou das vendas, você terá mais segurança e amparo para tomar decisões e fazer seu empreendimento crescer.

O ramo alimentício é, sem dúvidas, a melhor saída para a crise, e mesmo quando não há esse problema, é um dos ramos mais lucrativos e prazerosos de se trabalhar. Você já considerou entrar para esse setor? Quer ficar por dentro de todas as novidades do ramo? Assine nossa newsletter!