margarina-x-manteiga copy

Margarina ou manteiga? Essa dúvida que não quer calar está na mente de grande parte dos brasileiros. Afinal, ambas são ótimas acompanhantes para pães, bolos e biscoitos, além de estarem presentes na preparação de diversas guloseimas, como brigadeiros e roscas. São várias as receitas de coisas gostosas que levam uma das duas opções.

Alguns acreditam que a manteiga é mais saudável e natural; outros defendem a margarina pelo preço mais acessível e por causa do colesterol mais baixo, além de argumentarem que a margarina faz bem ao coração.

Mas será que elas são tão diferentes assim? Será que uma é mesmo pior ou melhor do que a outra? O fato é que as duas possuem vantagens e desvantagens. Por isso, vamos te contar os componentes de cada uma delas para você poder decidir qual é a melhor opção para você.

Do que é feita a manteiga?

A manteiga é de origem animal, feita a partir do leite, e a produção ocorre com o batimento da nata. Para adquirir a forma sólida ela é manuseada diversas vezes. A manteiga possui, aproximadamente, 80% de gordura, lactose, água e sal – mas hoje já há no mercado diversas marcas que vendem opções sem esse último componente. Todos esses ingredientes fazem com que a manteiga seja um produto rico em gordura animal e colesterol.

Por outro lado, é rica em vitaminas, como a A, que tem como principal benefício o fato de ser antioxidante, e a D, que fortalece os ossos. Por muito tempo, a manteiga tinha a má fama de ser prejudicial para o coração e também de ser mais calórica do que a margarina. No entanto, hoje essa ideia já é diferente. Afinal, a margarina não é tão do bem assim.

Do que é feita a margarina?

Ao contrário da manteiga, a margarina é produzida a partir de gordura vegetal e não animal. O teor de gordura gira em torno de 85%. Ela é obtida por meio de um processo chamado hidrogenação, uma reação química na qual as moléculas de hidrogênio se incorporam às moléculas de gordura por meio de um processo artificial. Nesse processo, as moléculas de gordura se transformam em gorduras trans, o que não é nada bom, não é mesmo?

Devido a essa má fama de possuir gordura trans, há uma tendência em se produzir a margarina com valores muito baixos de gordura trans, ou até mesmo sem esse tipo de gordura, por meio de um processo chamado de interesterificação, em que o óleo vegetal é modificado quimicamente sem passar pela hidrogenação. Assim, hoje é possível encontrar nas prateleiras dos supermercados margarinas light, sem gordura e sem gordura trans. Além disso, a margarina não possui colesterol, já que é derivada de óleo vegetal.

Qual é, então, a melhor opção?

Como você pode ver, tanto a manteiga quanto a margarina possuem pontos positivos e negativos para a saúde. A melhor estratégia na hora de decidir é ler o rótulo e olhar bem como e do que é feito cada uma delas – há muita variação entre os fabricantes na forma de produção.

A manteiga sai um pouquinho na frente da margarina no quesito saúde. Afinal, ela não é fabricada de maneira artificial e é rica em vitaminas. A vantagem da margarina é ser isenta de colesterol, mas há quem acredite que, na verdade, o aumento de colesterol está implícito no consumo de margarina, sobretudo, em relação àquelas que possuem gorduras trans. Se você não quiser utilizar nenhuma das duas opções, você pode optar pelo azeite de oliva e outros tipos de óleos.

No final das contas, não importa exatamente qual você escolhe consumir. O que conta mesmo é a quantidade desses alimentos que é ingerida. Uma dieta equilibrada não tem erro: é excelente para a saúde. Confira essa e outras informações importantes para sua saúde na seção dicas de nutrição do nosso blog.