diet-lightzero

Quando estamos à procura de alimentos mais leves, normalmente nos deparamos com os termos: diet, light e zero. Todos ficam expostos nas gôndolas do supermercado, devidamente identificadas como “local de alimentos saudáveis”.  Mas será que todos são iguais? Qual é a diferença entre os alimentos diet e light? E o zero, indica zero adição de quê? Essas dúvidas são muito mais frequentes do que você pode imaginar.

Pensando nisso, preparamos esse artigo esclarecendo os significados e diferenças desses termos. Então, antes de sair para as compras, que tal entender um pouquinho mais sobre esses alimentos?

Alimentos diet

Esse foi um dos primeiros termos a aparecer nas prateleiras dos supermercados. Alimentos que possuem esse rótulo são isentos de açúcar e/ou proteína. Eles são formulados para se adequarem às diferentes dietas, principalmente para casos em que haja necessidades metabólicas específicas.

O que isso quer dizer?

Quer dizer que este tipo de alimento é recomendado para pessoas que possuam doenças que dificultam ou alteram o metabolismo, como diabetes ou hipotiroidismo.

Para as demais dietas, vale destacar que a isenção do açúcar, nesse caso, não significa que o alimento seja pouco calórico. Ele ainda pode ser rico em gorduras. E, assim, mesmo que não contenham açúcares, esses alimentos, podem ter valor calórico maior que aqueles que contêm.

Alimentos light

Quando esse rótulo aparece, ele indica que, em relação ao produto original, possui redução de algum componente. Essa redução, de no mínimo 25%, pode ser de: gordura e/ou açúcares e/ou sódio.

E na prática?

Na prática, isso significa que uma alimentação light possui um baixo teor de açúcares, gorduras ou sal. Ou seja, essa é uma categoria de alimentos saudáveis. O que justifica o título de “alimentos mais queridinhos de pessoas que querem perder peso”. Entretanto, é necessário ficar atento. Antes de encher a geladeira de alimentos light, confira as informações nutricionais na embalagem e compare com o produto original. Em alguns casos, a redução calórica pode ser mínima.

Alimentos zero

Embora tenha sido o último termo a aparecer, ele é muito semelhante ao produto diet. Ou seja, são alimentos que, em comparação com o produto original, possuem isenções de algo. Em geral, de açúcar, sendo que, nesse caso, o valor calórico do produto tende a ser reduzido.

Mas tome cuidado!

Quando esse termo aparece, é preciso ficar atento: qual isenção o produto está indicando? Nem sempre está é uma referência ao açúcar. Pode ser: zero lactose, zero glúten etc. Assim, portadores de doenças ou alergias, que necessitem de cuidados com alimentação, devem ficar atentos.

Somente quando a indicação for de zero açúcar, o produto pode ser consumido por portadores de diabetes; da mesma forma com o glúten e os portadores de doença celíaca. Ou, ainda, os que possuem intolerância à lactose. E todos os outros casos.

Fique atento!

Sabemos que, embora a legislação brasileira exija que as embalagens de alimentos possuam todas as informações nutricionais, nem sempre elas são de fácil compreensão, como nesse caso dos alimentos zero, diet e light. E mais: atualmente há certa promoção de produtos ditos saudáveis, sem que o consumidor receba a explicação de “saudáveis em relação a que”, ou, ainda, “indicados para quais tipos de dietas”. Sendo assim, é fundamental que o consumidor seja pró-ativo e procure saber exatamente o que está consumindo.

Lembre-se de que cada pessoa possui uma necessidade (ou objetivo, no caso das dietas) específica. Assim, nem tudo o que é indicado para uma pessoa pode servir para todas. Em caso de dúvidas sobre quais são as necessidades da sua dieta, procure um nutricionista.

Você já usava algum desses produtos? Fazia o uso para a finalidade correta? Compartilhe com a gente nos comentários. Esse espaço também é seu.