20130523118561

Na era do Instagram, não há quem não siga pelo menos alguns perfis de confeiteiros para deliciar os olhos com imagens de doces coloridos e cuidadosamente decorados. Neste cenário, os bolos decorados com pasta americana fazem o maior sucesso. Afinal, a massa tem grande elasticidade e cores vivíssimas, ganhando destaque no bufê de qualquer evento.

Quer conhecer um pouco mais sobre a pasta americana e oferecê-la já em sua confeitaria? Então, descubra tudo o que você precisa saber sobre ela.

O que é esta tal de pasta americana?

Também chamada de covapaste, a pasta americana é uma massa para cobertura de bolos à base de açúcar. Dentre as suas vantagens, está a elasticidade, que facilita a modelagem e permite a montagem de personagens e figuras divertidas.

Cuidados essenciais para usar pasta americana como um mestre confeiteiro

A pasta americana pode valorizar um bolo e transformá-lo em uma obra de arte. No entanto, alguns cuidados essenciais devem ser tomados para que uma manobra com a pasta não se transforme em uma grande lambreca.

  • Cuidado com a temperatura! A pasta americana é bastante sensível à temperatura ambiente, especialmente em locais úmidos. Por isso, recomendamos que você a armazene em uma geladeira com temperatura mais alta, próxima à temperatura ambiente, no interior de uma caixa. Este cuidado previne que haja um “choque térmico” e que aconteça a consequente condensação do bolo, evitando aquele efeito de “suado”. Já a caixa previne o bolo da umidade.

  • A pasta tingida, especialmente as tingidas por quem faz os bolos, desbotam em contato com qualquer fonte de luz, inclusive a elétrica. Uma boa solução é cobrir o bolo com papel celofane de cor escura ou colocá-lo em uma caixa fechada. Já as pastas americanas prontas costumam ter corantes bastante estáveis e dão maior segurança caso o bolo precise ficar exposto à luz por mais tempo.

  • Se você ainda não tem muita experiência com a pasta, pratique antes com um bolo falso do tamanho do bolo real. Se ele for de isopor, passe uma fina camada de gordura vegetal antes. Repita várias vezes o processo, até se sentir seguro para cobrir o bolo verdadeiro. Esta pasta para testes deve ser dispensada.

  • Use alisadores próprios para garantir que a espessura da pasta fique uniforme. É mais fácil retirar imperfeições enquanto a pasta está aberta na bancada.

  • Por melhor que seja a qualidade da pasta americana, ela não tornará um bolo repleto de imperfeições bonito. Para um melhor acabamento, comece um com bolo bem montado. Certifique-se de que ele está perfeito antes de aplicar a pasta.

  • Decore o bolo apenas depois que ele estiver degelado e seco.

  • Algumas pessoas usam pasta americana para montar flores em bolos. No entanto, ela não é o material mais adequado para isto. Para as flores, dê preferência à gumpaste (massa elástica). Veja um tutorial aqui.

Faça a sua própria pasta americana

Dentre as vantagens de fazer a sua pasta americana, está a possibilidade de controlar a quantidade de glicerina e de outros ingredientes.

Para fazer pasta americana, é preciso seguir rigorosamente as medidas da receita. A água, por exemplo, pode deixar a pasta seca quando é usada em menor quantidade, e quando em excesso, pode deixar a pasta sem gosto.

Aqui vão as nossas dicas sobre os ingredientes:

  • Margarina: dê preferência para a margarina do tipo culinário ou alguma que tenha alto teor de lipídios.

  • Gelatina: use a gelatina sem cor e sem sabor.

  • Glucose: dê preferência para a glucose branca, por ser mais densa.

  • Essência: use essências neutras, como a de baunilha ou a de amêndoas.

  • Açúcar impalpável: o açúcar de confeiteiro não é indicado para a pasta americana. Dê preferência para o tipo impalpável.

  • Corantes: podem ser utilizados corantes comestíveis em gel, em pó ou líquidos. Após cinco minutos de descanso, as cores fortes ficam mais vivas. Por isso, cubra a pasta americana e deixe-a descansar antes de usar mais pigmento.

Vale observar que, para algumas cores, como o vermelho, o preto e o marinho, o melhor é comprar a pasta já tingida, pois é muito difícil chegar no tom desejado.

Gostou de nossas dicas sobre a pasta americana? Agora, é só treinar bastante e soltar a criatividade! Leia também o nosso artigo sobre tendências em bolos de festa e faça da sua confeitaria um negócio de sucesso!