5 dicas para quem quer investir em food truckO food truck é uma super tendência do mercado gastronômico atual. Por isso, cada vez mais empreendedores que desejam investir em um estabelecimento ligado à culinária têm se interessado por essa opção prática, econômica e surpreendentemente lucrativa. Se você é um desses interessados em investir em food truck, não pode deixar de ler esta postagem, porque separamos aqui algumas dicas pra lá de valiosas! Então vamos lá?

Conheça a legislação da cidade

Apesar de serem cada vez mais comuns nas grandes cidades do país, a legislação dos food trucks não é a mesma em todo o território brasileiro. O primeiro município a estabelecer uma regulamentação específica, transformando a venda de comida em caminhões uma atividade legal, foi São Paulo, em 2013. A partir de então, cidades como Curitiba, Belo Horizonte e Rio de Janeiro encontraram alternativas para permitir esse tipo de negócio em suas ruas. Portanto, se você pretende investir em um food truck, antes de mais nada precisa ficar atento às leis locais para não correr o risco de iniciar uma atividade irregular.

Faça uma pesquisa de mercado

Existem muitos food trucks de diferentes especialidades, que podem comercializar de doces tradicionais — como o brigadeiro, queridinho dos brasileiros — até preparos mais ousados — como ceviche e comida nordestina. Para você saber exatamente que tipo de comida produzir no seu caminhão, faça uma pesquisa de mercado, conheça seus possíveis concorrentes e, principalmente, a demanda das pessoas. Melhor garantir as vendas sabendo o que os consumidores querem do que arriscar a fazer mais do mesmo e ter que sair de fininho das ruas em pouco tempo, não concorda?

Valorize a segurança alimentar

Uma das características do food truck é a possibilidade de o cliente observar de perto o preparo da sua refeição, já que o veículo tem uma cozinha aberta. Essa proximidade com o consumidor obriga o empreendedor a ter um grande conhecimento sobre as regras de higiene e manipulação de alimentos, tudo para minimizar a contaminação dos produtos e garantir a saúde da sua clientela. Se você não está familiarizado com essa área da nutrição e da cozinha industrial, dedique um tempo de estudo para dominar essas práticas antes mesmo de começar a vender.

Invista em uma estrutura prática e interessante

A estrutura do food truck é muito importante por dois motivos: ela será responsável por chamar a atenção do cliente — já que será a cara da sua marca e a principal forma de divulgação do seu serviço pelas ruas da cidade —, além de sua estrutura interna garantir ao mestre-cuca toda a praticidade que uma cozinha enxuta deve ter.

Por esses motivos, se você deseja investir em food truck, não basta simplesmente comprar uma caminhonete ou um carro com caçamba e sair por aí vendendo comidas pré-cozidas. A essência dos trucks está exatamente em sua capacidade de preparar uma refeição saborosa e de qualidade para vendê-la com a praticidade dos carrinhos de rua. Lembre-se, portanto, de investir em um veículo que esteja preparado tanto para atender suas necessidades culinárias como para atrair sua clientela.

Conte com bons fornecedores

Mas como nenhum estabelecimento no ramo da culinária consegue sobreviver sem oferecer comida boa, seja ele food truck, restaurante chique ou carrinho de cachorro-quente, é simplesmente essencial contar com bons fornecedores. E nesse caso certamente não vale levar em conta somente o preço, viu? Pesquise quem tem os melhores produtos para garantir a qualidade dos pratos e se prepare para ver clientes satisfeitíssimos, sempre voltando e recomendando seu negócio a amigos.

Agora que você já sabe como investir em food truck, conte para a gente: que tipo de cozinha pretende montar no seu caminhão? Compartilhe seus planos aqui nos comentários!