367752

Muita gente ainda se pergunta sobre quais são os reais benefícios do cacau na alimentação, não é mesmo? Há quem diga que comer um chocolate com alto teor de cacau faz bem para o coração, outros afirmam que o cacau em pó tem propriedades capazes de melhorar nosso bem-estar e há até quem use esse ingrediente como estimulante. Mas o que não há dúvida é sobre seu delicioso sabor! Quer aprender de uma vez por todas a diferença entre os vários tipos de cacau e chocolate e saber como utilizar esses pequenos prazeres em suas receitas? Então acompanhe agora mesmo nosso post:

Cacau em pó

O cacau em pó é o resultado da torragem, secagem e fermentação das sementes do cacau, sendo totalmente desprovido de gorduras e açúcares. Por possuir uma textura fina, esse ingrediente pode ser utilizado de diversas formas na nossa alimentação, substituindo muito bem o uso do chocolate em pó em bolos, tortas, mousses ou até mesmo para dar uma incrementada no leite quente durante o inverno.

Uma característica importante do cacau é a de ser um grande estimulador da serotonina, hormônio responsável por nossa sensação de felicidade e bem-estar, responsável, inclusive, por mandar para escanteio o desânimo e a tristeza. Além disso, o cacau em pó possui diversas vitaminas e minerais, como potássio, sódio, vitamina C e E, fósforo, ferro e uma alta concentração de fibra dietética, que fazem com que essa seja uma escolha mais saudável do o chocolate.

A vantagem de se usar o cacau em pó em receitas é contar com seu sabor acentuado e livre de adoçantes, que resulta em um gosto mais marcante e menos enjoativo do que o famoso chocolate em pó.

Alcalino versus natural

A grande diferença entre o cacau alcalino e o cacau natural está no tratamento recebido por cada um a fim de neutralizar sua acidez e deixar o pó um pouco mais solúvel e mais fácil de utilizar em receitas culinárias. O cacau natural não possui nenhum composto alcalinizante e tem um gosto mais forte e amargo. Além disso, tem em sua composição um percentual mais baixo de manteiga de cacau — cerca de 15% — e tem uma cor mais esbranquiçada.

Já o cacau alcalino recebe um tratamento especial com uma solução alcalina, que confere sabor e aroma mais fortes do que o cacau natural. Além disso, em sua composição há um percentual maior de manteiga de cacau — cerca de 25% — e sua cor é um pouco mais forte, em tons amarronzados e avermelhados.

Manteiga de cacau

manteiga de cacau é a gordura natural extraída das sementes do cacau durante o processo de fabricação do chocolate e da extração do cacau em pó. É ela a responsável pela emulsificação e consequente consistência do chocolate, ou seja, é por meio do uso da manteiga de cacau que podemos experimentar aquela sensação do chocolate derretendo em na boca. Deu até água na boca, não deu?

Chocolate em pó

O chocolate em pó leva em sua composição açúcar e outros ingredientes, como solubilizantes e aromatizantes, além de possuir um percentual bem maior de manteiga de cacau, que, juntos, fazem com que o produto seja um pouco mais doce, mais solúvel e mais fácil de usar nas mais diversas receitas. E é por isso que o chocolate em pó tem um sabor muito mais ameno e menos amargo do que o cacau em pó.

Mas nem todo chocolate em pó tem o mesmo sabor, viu? Isso varia de marca para marca, conforme a adição de mais ou menos ingredientes modificadores em sua composição, que fazem com que um seja mais doce que o outro.

Agora que você aprendeu a diferença entre os diversos tipos de cacau, contrapondo-os com o chocolate, que tal arriscar uma nova receita utilizando o cacau em pó? Faça a experiência e não se esqueça de voltar aqui para nos contar sobre os resultados, ok?