Ordering and Eating Pizza Outside

O que já era moda há décadas nos Estados Unidos finalmente está chegando ao Brasil: os food trucks! Esses negócios, que até há pouco tempo se limitavam à venda de cachorro-quente e hambúrguer na saída das baladas por aqui, vêm ganhando as ruas com iguarias de todo o tipo, de brigadeiro gourmet a tacos mexicanos, e já conseguiram até promover festivais específicos para eles!

Se você sempre sonhou em compartilhar suas gostosuras com o público, mas nunca teve ânimo ou até capital para abrir uma loja própria, essa é a sua chance! Então descubra, no post de hoje, como abrir um food truck para chamar de seu! Vamos lá?

Conheça a legislação da sua cidade

Em 2014, São Paulo se tornou o primeiro município a regularizar os food trucks, com leis específicas para a venda de comida nas ruas da cidade. A maioria das outras prefeituras está seguindo a pioneira capital paulista, mas são poucas as que também já definiram uma legislação especial para esse tipo de comércio.

Mesmo assim, a maioria das cidades já têm alguma regra com relação à venda de comida sobre quatro rodas, o que, na falta de um regulamento mais específico, é o que vale. Procure saber detalhes relacionados às exigências da vigilância sanitária, ao tamanho do veículo e aos locais nos quais ele pode ficar estacionado na cidade onde você pensa em abrir o seu caminhão e comece já a planejar!

Aposte em um produto diferenciado

Não adianta abrir um food truck para vender a mesma coisa que o cliente encontra em qualquer esquina, não concorda? Afinal, o conceito da comida feita no caminhão precisa ser único para atrair o consumidor e atiçar sua curiosidade. Vale lembrar que esse modelo terá algumas desvantagens em relação aos restaurantes locais: além de não poder se sentar sob um teto e em uma mesa confortável, o cliente não vai contar com serviço de garçom, provavelmente tendo que usar pratos, copos e talheres descartáveis.

Por isso, seu food truck precisa trazer produtos muito especiais, do tipo que têm procura no mercado, mas não contam com oferta suficiente. Pratos estrangeiros bem específicos, como waffles ou panquecas americanas e ceviches peruanos, por exemplo, ou quitutes brasileiros com um plus — vide o sucesso dos brigadeiros gourmet por aí — são os que costumam ter mais chances de sucesso.

Customize o design do seu truck

Os caminhões que estão bombando atualmente não oferecem apenas uma comida inovadora e deliciosa. Repare bem: além de tudo, eles são pintados de maneira criativa e de modo a chamarem a atenção dos transeuntes. Alguns até contam com embalagens coloridas para os alimentos e uniformes estilosos para os vendedores!

Por isso, se você já quer começar com o pé direito essa empreitada, nada de subestimar o poder do design, ok? Coloque toda sua criatividade para fora, peça a ajuda dos amigos e, se possível, contrate um profissional capacitado para tirar tudo do papel e colocar em prática!

Invista na sua cozinha

Além de ser atraente por fora, seu food truck também precisa estar impecável do lado de dentro. Isso porque, diferentemente de um restaurante tradicional, em que os fregueses só veem os garçons e as mesas, quem comprar comida no seu caminhão vai conseguir ver tudo o que está acontecendo lá dentro.

Por isso, invista em equipamentos de qualidade para mostrar que você também se preocupa com os aparelhos utilizados durante todo o processo de preparação da comida, além, claro, de manter o local sempre limpíssimo e devidamente organizado.

Saiba lidar com o público

Não basta cozinhar como um mestre-cuca francês. Para ter um caminhão de comida, é preciso, ainda, saber lidar com os fregueses, que estarão vendo toda a ação pelo lado de fora e, possivelmente, fazendo os pedidos e comprando na sua mão.

Sendo assim, capriche na cordialidade, saiba negociar e conversar com clientes insatisfeitos e, claro, priorize sempre a higiene: prenda o cabelo, não use relógios ou anéis, lave as mãos regularmente e não pegue no dinheiro e depois nos equipamentos ou na comida.

Conte com um bom fornecedor

Finalmente, como em todo negócio no ramo de alimentos, contar com bons fornecedores é primordial para que não falte nenhum produto no seu food truck. Nesse contexto, procure empresas que garantam a entrega dos ingredientes em um prazo curto e que ofereçam mercadorias de qualidade para acrescentar ainda mais sabor às suas receitas.

Preparado para se dar bem no universo dos food trucks? Conte para a gente, nos comentários, que tipo de comida você pretende vender no seu e continue acompanhando nosso blog para saber cada vez mais sobre a área de food service!