Untitled-3 copy.jpgdddddddd

A pasta americana é um ingrediente utilizado para dar aos doces um ar de sofisticação e charme à decoração de bolos, cupcakes, tortas e o que mais sua imaginação confeiteira permitir. Essa massa, geralmente produzida e utilizada por confeiteiros ou cakes design, também pode ser adquirida pronta — com a mesma qualidade e sabor da feita em casa — por quem pretende se aventurar na elaboração mais requintada de algum doce. Para você que quer incorporar o uso da pasta americana nas suas técnicas, que tal conhecer algumas dicas para não errar na mão logo de primeira? Então vamos lá?

Bolos grande x pequeno

Quem começa a trabalhar com a pasta americana acredita que utilizar essa massa para cobrir pequenos bolos vai ser muito mais fácil do que para cobrir bolos maiores. E a lógica até que faz mesmo sentido. Mas a realidade não é bem assim. Como as pastas são um grande volume de massa, é mais fácil utilizá-las em uma estrutura maior, porque se desperdiça e retalha menos, observando-se menos defeitos nos detalhes da decoração. Bolos pequenos podem formar mais pregas e deixar a cobertura com um aspecto desorganizado e malfeito se o confeiteiro não tiver atenção e paciência suficientes para removê-las. Por isso, pense bem na hora de escolher fazer um bolo pequeno para poupar tempo ou gastar menos, porque a dor de cabeça e o desperdício podem ser, no fim das contas, bem maiores.

Abrir + trabalhar

O local ideal para se manusear uma pasta americana é uma superfície firme e fresca, como uma pedra de mármore ou uma tábua de plástico, por exemplo, que evitam que a massa grude e não se espalhe bem. Com a ajuda de um rolo de macarrão, abra bem a pasta e a manuseie bastante para garantir o efeito esperado. Utilizar um pouco de amido de milho para polvilhar a superfície também pode ajudar a evitar que a massa grude conforme você a abre.

Pasta colorida x branca

A pasta americana pode ser encontrada de várias cores, o que ajuda a deixar os bolos com uma característica muito mais viva e divertida. A massa colorida, entretanto, merece um cuidado ainda maior do que a tradicional branca, já que desbota facilmente em contato com a luz. Vale ressaltar que a luz que afeta a cor da pasta americana não é somente a solar, podendo também ser a luz elétrica do local onde o bolo fica exposto. Por isso, é preciso sempre proteger a massa quando o doce for ficar próximo a um local super iluminado, colocando-a dentro de uma caixa fechada ou cobrindo o bolo com um pano ou um papel logo depois de pronto. Aí se expõe a massa à luz somente na hora em que o bolo for ser servido.

Suor + pasta americana

Algumas pessoas, após terminarem de decorar o bolo com a pasta americana, costumam deixar o doce na geladeira até a hora de servi-lo. Mas o problema das pastas americanas na geladeira é que, logo após a retirada do bolo da refrigeração para a temperatura ambiente, a massa pode suar um pouco, como consequência da condensação do ar frio em quente. Para evitar esse pequeno problema, que afeta diretamente a aparência do doce, basta colocar o alimento na geladeira na temperatura mais alta possível, diminuindo ao máximo o choque do ar quente com o frio. Outra dica é deixar para fazer a decoração com a pasta americana logo antes da hora de servir. Para isso, deixe as decorações mais complexas já prontas e somente as adicione ao bolo na hora em que ele for ser levado para a mesa.

Vale lembrar que não adianta nada ter em mãos a melhor pasta americana do mercado se o bolo que você produziu não tem qualidade ou é cheio de defeitos. A pasta serve somente para finalizar uma receita bem conduzida e bem montada, podendo inclusive ressaltar defeitos quando eles efetivamente existem. Por esse motivo, garanta a montagem de uma boa estrutura e cuide bem do sabor e do recheio do doce para, só depois, utilizar a pasta para finalizar o trabalho com bastante qualidade!

Viu como, com alguns poucos truques, usar a pasta americana nos seus bolos já passa a não ser tão difícil assim? Na NOVA SAFRA você encontra diversas Pastas Americanas. Clique aqui e confira! Você tem alguma outra dica de manuseio desse ingrediente decorativo que gostaria de compartilhar conosco? Comente aqui e participe da conversa!