Tasty breakfast

Os restaurantes não estão mais preocupados somente com a beleza e o sabor do prato que servem a seus clientes. Os estabelecimentos têm, cada vez mais, dado atenção à qualidade nutricional de suas receitas, com o intuito de oferecer prazer aliado à saúde.

Já é possível encontrar pratos incrivelmente saborosos feitos com ingredientes mais leves ou nutricionalmente mais completos em vários restaurantes pelo país afora. Mas essa variedade de opções não costuma ser facilmente encontrada nos pratos infantis.

As crianças que frequentam restaurantes são sempre reféns de pratos calóricos e repetitivos, como frangos empanados, batatas fritas ou algum creme sem graça, passando longe de alimentos que não tão atraentes — apesar de necessários — para essas faixas etárias, como vegetais e carnes mais magras.

Se você é dono de um restaurante, essa é a hora de começar a dar atenção também à qualidade nutricional de seus pratos infantis. Quer saber como e, principalmente, por quê? Então não deixe de conferir agora mesmo nosso artigo:

Dê atenção aos pequenos

O mundo enfrenta uma época de combate à epidemia que virou a obesidade. Tem-se prestado, cada vez mais, atenção ao que é servido aos clientes, para não contribuir ainda mais com uma possível crise na área da saúde.

E as crianças são parte importante desse plano de controle da obesidade, já que elas são o ponto de partida dessa doença. Uma criança com sobrepeso tem maiores riscos de se tornar um adulto doente, sendo assim, todo o cuidado com a alimentação na infância é pouco. As crianças devem ingerir todos os tipos de nutrientes para que se desenvolvam saudável e corretamente.

Ofereça uma alimentação diferenciada

Sabe-se que o paladar infantil é mais complicado de se agradar. Crianças geralmente não apreciam os mesmos sabores, misturas e texturas que os adultos, e, por esse motivo, sempre acabam sendo vítimas do tradicional franguinho empanado com batata frita nos restaurantes. É preciso entender que a criança precisa, sim, ter opções de pratos diferentes dos adultos, mas essas refeições têm que ser igualmente nutritivas, saudáveis e atraentes aos pequenos clientes.

Faça refeições divertidas e nutritivas

O que mais chama a atenção da criança para um prato nem sempre é o seu cheiro ou seu sabor, mas, sim, sua apresentação. Comer uma salada bem colorida servida em um prato diferente é muito mais interessante do que ter que comer algumas folhas e legumes esparramados em um prato branco e sem graça, não é mesmo?

A maneira de fazer uma refeição nutritiva e saborosa para crianças em restaurantes é saber ousar na criatividade: faça desenhos com os ingredientes, misture cores, use talheres e pratos diferenciados. Afinal, se há um pouco de diversão envolvido, tudo fica mais saboroso, certo?

Abaixe o valor calórico

Não se esqueça que crianças comem muito menos do que os adultos, porque, afinal, precisam de muito menos calorias. Por isso, tenha em mente que suas preparações devem ter um valor calórico mais baixo, focando mais na importância do ingrediente a ser consumido do que na sua elaboração.

Lembre-se, porém, que pouca caloria não quer dizer que o prato não precisa ter sabor. As crianças sabem muito bem identificar o bom do ruim — e não têm papas na língua para reprovar, se for o caso.

Evite usar brindes para chamar a atenção

Alguns restaurantes têm o costume de entregar, junto com o prato infantil, alguns pequenos brindes para entreter e chamar a atenção da criança. Mas atenção: o ideal é que isso não seja feito!

Crianças se distraem muito facilmente com qualquer tipo de entretenimento, e a hora da refeição deve ser respeitada. Os pequenos precisam prestar atenção no que estão comendo, especialmente para aprenderem a mastigar corretamente e a comer devagar, sem correr. Essas práticas ajudam no processo de saciedade e de digestão, evitando que se sinta fome pouco tempo depois de fazer uma grande refeição.

Permita uma escolha no cardápio

Apesar de não ser uma situação comum, algumas crianças gostam de se aventurar no cardápio adulto, pedindo pratos que têm curiosidade de provar. Para poder atender a seus pequeninos clientes sem aumentar sua taxa de resto no restaurante — já que eles provavelmente não darão conta de uma porção inteira —, que tal se planejar para servir meias porções dos pratos da casa? Dessa maneira, a criança vai poder pedir algo diferente e saudável sem você ter que se preocupar em elaborar um cardápio todo especial!

Agradar as crianças é uma maneira de agradar, também, seus clientes adultos, seus respectivos pais. Mostrar que você se preocupa com a qualidade da alimentação infantil é uma maneira de cuidar da sua clientela, além de ser também uma forma de fazer sua parte na manutenção da saúde desses pequenos indivíduos.

Você já toma alguma medida especial no seu estabelecimento a fim de proporcionar uma experiência mais saudável a essa clientela tão exigente? Tem alguma outra dica criativa que gostaria de compartilhar conosco? Comente aqui e divida suas sugestões e histórias!