1268855474_81237492_2-Ovos-de-Pascoa-Caseiros-com-chocolate-garoto-em-guarulhos-Guarulhos

 

 

 

 

 

 

 

 

 
A páscoa se aproxima, as gôndolas de loja e supermercados já estão repletas  de ovos de páscoa e chocolates de todas as cores e tamanhos imagináveis. O Brasil já é o terceiro maior produtor de chocolate do mundo, atrás apenas de Estados Unidos e Alemanha, porém, é nesse período do ano que a produção dispara e as vendas atingem seu patamar mais elevado. Além dessa paixão dos brasileiros pelo doce, as empresas investem pesado no público infantil. Vários ovos são embalados com temas de desenhos animados, super-heróis e oferecem brindes ou surpresas. Tudo para alavancar as compras nessa época tão esperada pelos produtores.

As expectativas para 2014 são as melhores possíveis. Com a melhora da economia nesse ano, há a previsão de se vender entre quinze e vinte por cento a mais do que em 2013. A produção por encomendas já superou a do ano passado e se espera que as prateleiras estejam vazias ao final da semana santa.

Otimismo no comércio de Minas Gerais

Minas Gerais convive com uma excelente perspectiva de vendas de ovos, bombons e produtos específicos para a páscoa. As previsões mais otimistas falam em um aumento de até vinte por cento, embalada pelo quadro econômico favorável, tanto no país quanto no estado. Até os mais conservadores admitem um aumento de dez por cento em relação ao mesmo período do ano anterior. Com uma população que tradicionalmente já é fã de chocolate e a produção a mil, a tendência é um grande sucesso nesse ano.

As táticas de venda

O estado de Minas Gerais possui em seu território, mais notadamente na região metropolitana, diversas empresas e fábricas desse ramo, incluindo aí marcas de renome e qualidade mundial. Embora escondam detalhes sobre suas novidades nas linhas de produtos, sabemos que elas investem em peso não só em marketing, mas também na manufatura e no visual de seus itens. Na linha regular incluem-se os ovos tradicionais, trufados e crocantes, bombons e pão de mel. Também não é raro encontrar cestas de páscoa para os mais variados públicos. Há hoje em dia também uma boa variedade de produtos sem açúcar para diabéticos ou indivíduos que não querem sair da dieta.

Mas a grande novidade para esse ano deverá ser o cupcake, vendido tanto individualmente quanto em arranjos. O cupcake nada mais é do que um pequeno bolo macio de origem inglesa, que vem em uma forminha, mas que caiu nas graças dos amantes de guloseimas pela sua praticidade, tamanho discreto e pela grande variedade de cores, sabores e enfeites que podem vir nele. O brownie também entrou na lista dos presentinhos de páscoa do brasileiro nos últimos anos e também promete marcar forte presença em 2014.

O milagre da multiplicação dos postos de trabalho

Se a expectativa de vendas é alta, a produção aumenta e com isso surgem muitos novos postos de trabalho. Por ser um alimento que perde em qualidade com o passar dos dias, o grosso da produção precisa ser na véspera da páscoa. Algumas empresas de menor porte chegam a dobrar sua equipe, mas até as gigantes do ramo precisam contratar funcionários temporários. No Brasil inteiro, a previsão é que sejam gerados aproximadamente em torno de vinte e cinco mil empregos. Números mais otimistas falam em mais de sessenta mil empregos diretos e indiretos devido ao aumento da produção e do lucro. Esses serviços surgem em diversos campos e vão desde funcionários internos até promotores de venda. Com o aumento do faturamento e o entusiasmo mostrado pelos novos contratados, muitos desses postos de trabalho podem se tornar permanentes, fazendo assim com que a páscoa seja realmente um período de renascimento e esperança para muitas pessoas.

No clima da Páscoa

O clima nessa época do ano é sempre envolvente e a emoção toma conta das famílias. Num país predominantemente católico, a comemoração dessa data é estimulada em todos os âmbitos da sociedade. O apelo nas propagandas também não fica atrás e o direcionamento das vendas dos ovos de páscoa para crianças, bombons finos para casais de namorados e até linhas sem açúcar para quem não pode ou simplesmente não deseja comê-lo, torna o consumo acessível para todo tipo de indivíduo. Se a meta é sempre superar as vendas dos anos anteriores, em 2014 aparentemente esse objetivo será alcançado com louvor.

Você acha que seu negócio também aumentará as vendas nesse ano com relação ao ano passado no período de Páscoa? Conte para a gente nos comentários!